ESTILO DE VIDA

Bichinhos de estimação: 4 alimentos proibidos para cães e gatos

Existem alimentos que fazem muito bem à saúde humana, mas que cães e gatos não conseguem digerir. Confira 4 alimentos proibidos para eles.

None
Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 31/08/2016 às 22:05
Atualizado às 20:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A alimentação balanceada é a base para manter a nossa saúde em dia. E não é diferente com cães e gatos − eles precisam de um equilíbrio de nutrientes para se manterem fortes e livres de doenças. Mas, assim como os seres humanos, algumas vezes eles acabam “saindo da dieta”, pois ganham um pedaço do que o dono está comendo (é impossível resistir àquele olhar pidão, né?). Se a situação for esporádica, o bichinho está livre de perigos. Entretanto, é preciso estar atento aos alimentos que você oferece, pois, alguns, são maléficos ao organismo de cães e gatos. Confira quais são e preserve a saúde do seu amigo!

Cachorro, gato, felino, animal, canino,

Foto Shutterstock.com

Proibidos para pets

Existem alimentos que fazem muito bem à saúde humana, mas que cães e gatos não conseguem digerir. Alguns podem até provocar problemas no organismo dos animais. Confira o que deve passar longe do comedouro da bicharada.

Chocolate: “o doce contém uma substância chamada teobromina, que tem efeito tóxico no organismo do animal, causando vômitos, diarreia e aumento da atividade cardíaca. O café provoca o mesmo efeito”, explica Amanda Sonnewend de
Carvalho, médica veterinária.

Alho e cebola: “interferem no sistema sanguíneo, fazendo com que a quantidade de glóbulos vermelhos diminua, provocando anemia”, diz a veterinária. Esses temperos costumam estar presentes na maioria dos pratos: arroz, bife, frango… Por isso, melhor não oferecê-los aos pets.

Leite: ao contrário da crença popular, gatos não precisam beber leite depois de adultos. “Alimentos à base de leite também devem ser evitados para cães, pois eles possuem intolerância à lactose”, acrescenta Amanda.

Saiba mais:

Ter um cachorro melhora a vida de crianças com autismo

10 motivos para adotar (ao invés de comprar) um animalzinho de estimação

6 opções de pets “diferentes” para se ter em casa

Consultoria  Amanda Sonnewend de Carvalho, médica veterinária