Confira 3 cuidados básicos com o corpo neste verão

Para você curtir o verão e garantir os corretos cuidados básicos com o corpo, reunimos algumas dicas simples, mas que farão total diferença na sua rotina

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 04/12/2017 às 08:31
Atualizado às 11:55

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Chegou dezembro. Natal, fim de ano, e junto com a vinda do mês “doze”, iniciaram-se também os preparativos para planejar o melhor modo de curtir o verão. Seja na praia ou na fazenda, o sol forte tende a acompanhar boa parte da população nessa época. Para você curtir o recesso sem deixar de lado os cuidados básicos com o corpo, nós reunimos algumas dicas simples, mas que farão total diferença na sua rotina, não só no verão, mas em todas as estações do ano.

1: Invista nas substituições inteligentes

Com tantos convites para sair, seguir uma dieta entre dezembro e janeiro pode não ser tão fácil. Então, para diminuir o peso na consciência, que tal fazer substituições inteligentes? O consumo de água, por exemplo, pode ser facilitado com o investimento em água com gengibre e limão, água de coco e chás gelados. Além de saborosos, estes líquidos estimulam a eliminação de toxinas e colaboram para o bom funcionamento do intestino. Além disso, para manter a hidratação, vale caprichar na ingestão de água, ainda que intercalada com aquela cervejinha.

2: Procure manter o equilíbrio

Segundo Cristiane Molon, médica nutróloga, o fundamental dos cuidados básicos com o corpo é manter a harmonia nas atitudes. “Abusou? Recomece com os cuidados. Não se exercitou? Comece amanhã. Além disso, aumente a ingestão de líquidos para devolver a hidratação natural do cabelo e da pele”, recomenda. Então, quando for convidada para aquele churrasco repleto de carnes gordurosas e bebida alcoólica, já sabe: opte pelas carnes mais magras, prefira as saladas verdes como acompanhamento e escolha as frutas como sobremesa.

3. Tome cuidado com o excesso de sol

O Sol, quando em excesso, provoca envelhecimento, queimaduras, favorece o surgimento do câncer de pele e ainda colabora para a maior quebra do colágeno. Por isso, a recomendação para evitar o sol das 10h às 16h é tão reforçada. O astro rei, porém, não é o vilão da história, ele deve fazer parte da nossa rotina para ajudar na absorção da vitamina D. Seus raios estimulantes ainda proporcionam menos depressão e tristeza na população. Porém, ainda que o FPS (fator de proteção solar) seja 30,40 ou 50, a regra não muda: no horário em que o sol é mais forte, o essencial é se esconder.

Consultoria: Cristiane Molon, médica nutróloga com pós-graduação em Prática Ortomolecular e Saúde da Família, além de especialização em Medicina do Esporte

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.