Equipe de Felipe Titto sofre agressão física por motorista de aplicativo de carona

O ator está tomando providências legais para achar o responsável das agressões

equipe de Felipe Titto
Foto: Reprodução/Instagram

A equipe de Felipe Titto foi agredida por um motorista de aplicativo de carona enquanto estavam a caminho para uma palestra do próprio ator. Quando elas viram que o motorista estava agindo de um jeito agressivo, elas começaram a gravar tudo, e ele se descontrolou.

A equipe de Felipe Titto pediu para o motorista diminuir a velocidade, e ele não fez isso.  “Ele estava descontrolado e dirigindo de maneira perigosa. A Elaine pediu para ele parar e ele disse ‘o carro é meu, não vou parar ‘”, disse uma vítima.

Nesse momento, ele partiu para a violência. A assessora Jéssica Vascarrim levou um golpe no nariz e a advogada Tatiane Soares foi atropelada, de acordo com programa TV Fama. Em entrevista ao veículo, Felipe mostrou solidariedade e se revoltou com o que aconteceu. “Eu estava no camarim, me ligaram da porta do evento dizendo que deu um B.O., que o motorista do aplicativo passou por cima da perna da Tati e deu um soco na cara da minha assessora. Fiz questão de trazê-las pessoalmente aqui”, explicou.

Além do mais, Titto afirmou que irá tomar providências necessárias e legais para identificar o autor das agressões. “Ela realmente quebrou o nariz, não parava de sangrar, a cara toda preta. A menina com um calombo na canela. As devidas providências foram tomadas, vamos ver o que vai acontecer agora”, disse o ator.

View this post on Instagram

A post shared by 🦁Cris LOPES red🔴💎 (@crislopsant) on

Empresa do aplicativo fala sobre o ocorrido

“A 99 recebeu a grave denúncia das três passageiras que foram agredidas por um motorista parceiro da plataforma. Assim que soubemos dessa triste notícia, mobilizamos uma equipe que está em contato com as vítimas para oferecer todo o apoio e acolhimento necessários, que incluem um seguro para cobrir todas as despesas hospitalares, além de um serviço de carro para que elas possam se locomover com segurança. Enquanto isso, o motorista foi banido do app e a 99 está disponível para colaborar com as investigações da polícia. A empresa lamenta profundamente o caso e reitera que repudia veemente esse tipo de violência. Temos uma política de tolerância zero em relação a isso. Esclarecemos ainda que todos os condutores parceiros devem tratar passageiros com boa fé, profissionalismo e respeito. Em comportamentos como esse, que vão contra os Termos de Uso da Plataforma, todas as medidas corretivas são adotadas — e incluem o bloqueio definitivo do perfil do motorista. A 99 reforça que investe continuamente em educação para prevenir esse tipo de situação. Por isso, orienta e sensibiliza seus condutores parceiros em treinamentos presenciais e online para estimulá-los a terem uma postura de respeito e gentileza com todos.

Passageiros e motoristas parceiros que passem por situações semelhantes podem reportar a qualquer hora do dia, por meio do app ou pelo telefone 0800-888-8999, para que a empresa possa oferecer suporte, acolhimento e providências necessárias. Trabalhamos 24 horas por dia, 7 dias por semana, para cuidar exclusivamente da proteção dos usuários. A 99 continua à disposição para qualquer esclarecimento”.