Você sabia? O ser humano conhece a maconha há pelo menos 12 mil anos

A relação do ser humano com a maconha é mais antiga do que parece. Há pelo menos 12 mil anos, ela foi utilizada inicialmente pelos chineses

None
IMAGEM Wikimedia Commons

por Redação Alto Astral
Publicado em 25/10/2016 às 09:00
Atualizado às 18:49

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A relação do ser humano com a maconha é mais antiga do que parece. E sim: da mesma forma que muitas descobertas e invenções do passado, ela também foi utilizada inicialmente pelos chineses. Conheça uma pouco mais sobre essa história.

folha cannabis sativa

IMAGEM Wikimedia Commons

Erva medicinal

Tudo começa há mais de 12 mil anos, com a descoberta de marcas de cordas feitas com fibras de cânhamo em um antigo vaso quebrado, próximo a Taiwan. As propriedades psicoativas ou medicinais da planta foram conhecidas muito tempo depois, pouco mais de 2.700 anos antes do nascimento de Cristo. A primeira farmacopédia do mundo, o Peng Ts’ao Ching, escrito pelo imperador chinês Shen Nung, recomendava o uso da erva para dores menstruais, prisão de ventre, malária e outros males do corpo. Tais propriedades medicinais também já eram conhecidas pelos hindus na mesma época.
Entretanto, o fumo da Cannabis sativa também era uma forma de se comunicar com as entidades espirituais, como o deus Shiva que, segundo a religião, vivia “chapado” pelos efeitos da erva. Tanto que, para se comunicar com ele, era necessário tomar bhang, uma bebida à base de cannabis extremamente forte.

estatua deusa shiva

Estátua do deus Shiva
IMAGEM Shutterstock

Registros históricos comprovados mostram que as propriedades psicoativas da cannabis já eram conhecidas. Resíduos da substância, com mais de três mil anos, já foram encontrados próximo a um cemitério na Romênia, ao lado de um corpo mumificado de um sacerdote na China e até em múmias egípcias, o que sugere seu uso inicial em rituais religiosos.

LEIA TAMBÉM

TEXTO Thiago Koguchi

ASSINE NOSSA NEWSLETTER