Conheça as regras de acentuação da Língua Portuguesa

Você sabe aplicar as regras de acentuação? Conheça os conceitos de oxítona, paroxítona e proparoxítona e saiba como usar os acentos

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/04/2017 às 13:24
Atualizado às 13:24

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A acentuação é um tema que gera muitas dúvidas. Por isso, explicamos quais os acentos, em quais casos devemos utilizar e em quais sílabas são aplicados. Confira e tire todas suas dúvidas!

Você sabe aplicar as regras de acentuação? Conheça os conceitos de oxítona, paroxítona e proparoxítona e saiba como usar os acentos

Foto: Shutterstock.com

Em língua portuguesa temos os acentos agudo (´), grave (`) – utilizado para indicar crase – e circunflexo (^). Além dos acentos gráficos, também fazemos uso do til (~) para indicar nasalização. De acordo com o Novo Acordo Ortográfico, assinado em 1990 e em vigor desde 2009, o trema ( ¨ ) foi totalmente abolido. Porém, deve ser mantido em nomes estrangeiros e próprios, como Müller e Bündchen, por exemplo.

Para falarmos de regras de acentuação, vamos relembrar a classificação das sílabas tônicas. Anota aí!

Oxítona

Uma palavra é chamada de oxítona quando a última sílaba é a tônica (chami). Acentuam-se as oxítonas terminadas em: a(s), e(s), o(s), em (ens). Também acentuamos os monossílabos tônicos (fortes) terminados em a(s), e(s), o(s). E as formas verbais terminadas em a, e, o tônico, seguidas de la(s), lo(s): apaziguá-las, amá-los, vencê-lo.

Relembrando:

  • oxítonas terminadas em: a(s), e(s), o(s), em (ens);
  • monossílabos tônicos (fortes) terminados em a(s), e(s), o(s);
  • formas verbais terminadas em a, e, o tônico, seguidas de la(s), lo(s): apaziguá-las, amá-los, vencê-lo.

Paroxítona

A palavra paroxítona é aquela que a penúltima sílaba é a tônica (mesa). Acentuam-se as paroxítonas terminadas em: ã(s), ão(s), i(s), us, um, uns, om, ons, r, x, n, l, ps, ditongos orais (junção de duas vogais orais).
Dica: não acentuamos os prefixos paroxítonos terminados em “i” ou “r”: semi, super.

Relembrando:

Paroxítonas terminadas em:

  • ã(s), ão(s);
  • i(s);
  • us;
  • um, uns;
  • om, ons;
  • r;
  • x;
  • n;
  • l;
  • ps;
  • ditongos orais (junção de duas vogais orais).

Proparoxítona

A classificação proparoxítona é utilizada para os termos em que a antepenúltima sílaba é a tônica (lâmpada). Nesse caso, todas as palavras proparoxítonas são acentuadas. Exemplos: árvore, mármore, pedagógico, ouvíssemos, pêssego.

Regras especiais

Como na Língua Portuguesa existem diversas exceções, a acentuação dos vocábulos também possuem regras especiais. Confira:

  • As oxítonas e monossílabas recebem acento agudo nos ditongos de pronúncia aberta éu, éi, ói: troféu, anéis, herói.
  • Não recebem mais acento agudo as paroxítonascom ditongos abertos éi e ói, desde o Acordo Ortográfico de 1990: assembleia, heroico.
  • Nas paroxítonas acentuam-se as vogais i e u tônicas dos hiatos, quando ficam sozinhas na sílaba ou são seguidas da letra s, como em: saída, Luísa, saúde, balaústre.
  • Acentuam-se os verbos ter e vir, e todos os seus derivados (deter, manter, intervir, sobrevir, etc.) na terceira pessoa do plural no presente do indicativo: eles vêm, eles têm, eles detêm, eles mantêm.

Segundo o Acordo Ortográfico de 1990, fica abolido o acento circunflexo na terceira pessoa do plural dos verbos crer, dar, ler, ver, e seus derivados. O acordo também aboliu o acento diferencial que existia em algumas palavras. As duas únicas que permanecem com o acento diferencial são: pôde (pretérito perfeito)/pode (presente do indicativo) e pôr (verbo)/por (preposição).

Ainda segundo o Novo Acordo Ortográfico, tornou-se facultativo o uso do acento diferencial em: fôrma (substantivo) e forma (substantivo ou verbo), dêmos (primeira pessoa do plural do presente do subjuntivo) e demos (primeira pessoa do plural no pretérito perfeito do indicativo).

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação – Edição: Érika Alfaro e Augusto Biason/Colaborador

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.