Por que não conseguimos realizar todos nossos planos? Entenda

Emagrecer, estudar mais, comprar um carro, trocar o sofá da sala... Sempre possuímos planos, mas precisamos de uma estratégia para realizá-los. Entenda!

None
FOTO: Reprodução/Pixabay

por Redação Alto Astral
Publicado em 13/10/2016 às 13:56
Atualizado às 18:40

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

É natural, principalmente com um ano novo no horizonte, que as pessoas fiquem cheias de planos. Emagrecer, comprar um carro, trocar o sofá da sala, viajar, estudar mais… São diversas metas que colocamos para nós mesmos, não é?! No entanto, é bem simples desejar todas essas coisas, mas executá-las é outra história. Como colocar em prática nossas ideias?

Para começar: Ser realista. Metas possíveis. Pode até parecer que estamos reproduzindo clichês, mas, na verdade, esses são os pontos que mais dificultam o início da jornada rumo à consolidação dos nossos planos. Não sabemos muito bem distanciar objetivos grandiosos e metas menores, colocando, em alguns momentos, tudo no mesmo barco. E não é bem assim que as coisas funcionam. “Ao eleger metas, é preciso ser realista e estar motivado para estabelecer objetivos possíveis de serem atingidos. Caso contrário, é um boicote, pois, na primeira frustração, a tendência é se desmotivar, retornar aos velhos comportamentos e desistir dos planos”, esclarece a psicanalista Cristiane M. Maluf Martin.

realizar planos metas post it organização

FOTO: Reprodução/Pixabay

O primeiro ponto crucial, de acordo com os especialistas, é identificar qual ou quais áreas da vida deseja-se mexer e realizar planos. Graziela Vanni, psicóloga cognitvo-comportamental, lista que são oito os campos de qualidade de vida de uma pessoa: profissional, financeiro, pessoal, amoroso, social, familiar, espiritual e saúde física ou psicológica.

“Depois de identificado qual campo da vida merece mais atenção, a segunda parte é identificar se essa meta é de curto, médio ou longo prazo. Esse ponto é bem importante para que eu não me frustre no meio da jornada: imagina se desejo realizar em uma semana algo que só é possível de se realizar em um ano?”, comenta a profissional. Dessa forma, identificar o tamanho da meta ajuda no controle das emoções negativas.

LEIA TAMBÉM

Texto: Victor Santos / Edição: Érika Alfaro / Consultoria: Cristiane M. Maluf Martin, psicanalista, e Graziela Vanni, psicóloga cognitvo-comportamental