Você sabia que é possível fazer um exorcismo a distância?

Nem sempre é preciso ir até uma igreja para se livrar de uma possessão. Dá até para fazer um exorcismo em si mesmo!

None
Foto: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 09/10/2016 às 16:13
Atualizado às 18:39

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Cruz, orações, sacerdotes, igreja… Geralmente, um ritual de exorcismo envolve tudo isso. No entanto, você sabia que é possível expulsar o demônio a distância? Para isso, existem dois métodos:

A distância

Um método é descrito pelo reverendo norte-americano Eugene Maurey em sua obra Exorcismo – A cura da possessão espiritual a distância. O segundo foi relatado pelo curador espiritual e reverendo John Van Drie, no mesmo livro. O bom resultado do método de Maurey depende da habilidade do indivíduo que realizará o exorcismo. Por isso, é preciso que ele seja bem instruído.

Além disso, o acometido por um espírito mau não deve estar presente durante o ritual, para que não haja a possibilidade de traumas. A tábua de Ouija é utilizada para descobrir a quantidade de entidades presentes, com o intuito de explicar a elas o que aconteceu e que é preciso que partam, pois estão prejudicando a vida do indivíduo. Assim, a cada entidade é apresentado um guia espiritual para que ela vá embora.

distancia

Foto: Shutterstock Images

O segundo método utiliza um pêndulo e o Diagrama Paramétrico de William J. “Bill” Finch como orientação para a cura espiritual. Também sem a presença do “possuído”, é preciso pedir permissão para remover as entidades, ali presentes e proteger-se com uma manta de luz branca divina. Ao final do processo, depois de pedir para que todas as entidades saiam, é preciso proteger o indivíduo com um círculo de fogo e com anjos da guarda.

Autoexorcismo

Ainda é possível fazer um exorcismo em si mesmo. Descrito pelo pastor protestante norte-americano Kenneth E. Hagin, em seu livro O Nome de Jesus, o ritual faz com que o próprio acometido confesse o que se passa em seu corpo. Por meio de uma oração, o indivíduo possuído diz estar sob a orientação de um demônio, porém, se recusa a estar nessa situação. Assim, afirma não ter mais medo do ser que o aflige e o expulsa, dizendo que o demônio será derrotado por Jesus.

LEIA MAIS

Texto: Érica Aguiar – Edição: Natália Negretti