ENTRETENIMENTO

Por que algumas propagandas estimulam a “cultura do estupro”? Entenda

Uma campanha online está pedindo o fim da veiculação de propagandas machistas de cerveja. Saiba porque propagandas estimulam a "cultura do estupro".

None

por Redação Alto Astral
Publicado em 31/05/2016 às 15:30
Atualizado às 15:32

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Não é de hoje que a televisão vem provocando polêmicas por causa de alguns programas que veicula. Principalmente no que se refere a propagandas, ou mais especificamente, comerciais de cerveja, é possível ver o modo como as mulheres acabam sendo retratadas nesses espaços.

Como uma forma de criticar o machismo nos comerciais, foi lançada uma petição no site Avaaz que exige o fim da objetificação das mulheres nos comerciais de cerveja, e pelo fim da exposição da mulher como objeto sexual na publicidade. Segundo o texto, o objetivo é “que a publicidade pare de tratar a mulher como um objeto para satisfação masculina, a fim de acabarmos com a cultura do estupro“.

Porque propagandas de cerveja estimulam a cultura do estupro 

Reprodução

Um estudo do projeto 65|10 apontou que 65% das mulheres não se sentem representadas pela forma como são retratadas na publicidade. Outro dado é que apenas 10% dos profissionais de agências criativas brasileiras são mulheres, o que reflete na forma como as campanhas acabam sendo criadas.

Para entender a dimensão do problema, as ativistas do projeto lembram de um dos comerciais veiculados por uma marca de cerveja brasileira em 2012. Nele, um grupo de homens imaginava como seria se fossem invisíveis. O que eles fazem é puxar os biquínis de mulheres na praia, e até entrar em um banheiro feminino.

No Carnaval, outro anúncio de cerveja provocou reaçõesnegativas de dezenas de pessoas nas redes sociais. Uma marca veiculou a mensagem “Esqueci o não em casa”, o que deixa a entender que não importa que as mulheres se neguem a algumas investidas, principalmente se estiverem consumindo bebidas alcoólicas. Elas afirmam que campanhas como essa estimulam o que ficou conhecido como “cultura do estupro”.

Porque propagandas de cerveja estimulam a cultura do estupro 

Reprodução/Facebook

O que é cultura do estupro?

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o Brasil está entre os dez países com maior número de homicídios femininos. O abusosexual, um dos principais crimes, acontece uma vez a cada 11 minutos no país, o que reflete que a violência contra a mulher atinge um dos maiores índices do mundo.

Porque propagandas de cerveja estimulam a cultura do estupro 

Reprodução/Luana Mota

A “cultura do estupro” é o nome dado por pesquisadores, ativistas e médicas para a consolidação de uma cultura de violência que fere as mulheres e acaba sendo disseminada em várias coisas do nosso dia a dia. Por exemplo, a sociedade leva em consideração a maneira como a vítima estava vestida, a quantidade de parceiros, se ela bebeu demais ou voltou muito tarde para casa. Mas nada disso é motivo para uma violência sexual.

Por exemplo, de acordo com as criadoras do site “Lugar de Mulher“, muitas propagandas ajudam a disseminar a ideia de que mulheres são meros objetossexuais, e que se elas bebem, ficam mais “fáceis” ou devem fazer o que o outro quer – mesmo que elas não queiram. Isso, segundo as ativistas, é cultura do estupro.

Porque propagandas de cerveja estimulam a cultura do estupro 

Reprodução/Facebook

Texto: Thamires Motta