Conheça o passo a passo para abrir o seu próprio negócio!

Tem vontade de começar o seu próprio negócio, mas não sabe por onde começar? Conheça o passo a passo para se tornar um empreendedor!

None
FOTO: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/11/2016 às 13:30
Atualizado às 18:36

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

1.    O registro social

mulher-próprio negócio-empreendoedora

FOTO: Shutterstock Images

Depois de estabelecer qual será o seu ramo de negócios, é preciso registrá-lo. Pense em três possíveis nomes para preencher no formulário. Para arquivar o ato constitutivo da empresa, é necessário ter os seguintes documentos:
Contrato Social ou Requerimento de Empresário Individual ou Estatuto, em três vias;
• Cópia autenticada do RG e CPF do titular ou dos sócios;
Requerimento Padrão (Capa da Junta Comercial), em uma via;
FCN (Ficha de Cadastro Nacional) modelo 1 e 2, em uma via;
Pagamento de taxas através de DARF.

2.    O CNPJ

Trata-se do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas. Após o registro realizado na Etapa 1, o empreendedor receberá o NIRE (Número de Identificação de Registro de Empresas), e é com ele que a empresa pode se tornar contribuinte “O CNPJ é emitido pela Receita Federal e pode ser solicitado na Junta Comercial mais próxima”, esclarece Vitor Torres, CEO de um site de contabilidade on-line.

3.    O CNPJ está cadastrado?

Então é o momento de tirar o alvará, documento que permite o estabelecimento e o funcionamento do seu negócio. Os locais para esse procedimento são a prefeitura ou administração regional ou ainda a Secretaria Municipal da Fazenda, e são obrigatórios os documentos a seguir:
Formulário próprio da prefeitura;
• Consulta prévia de endereço aprovada;
Cópia do CNPJ;
• Cópia do Contrato Social;
Laudo dos órgãos de vistoria, quando necessário.

negócios-próprio negócio-empresa

FOTO: iStock/Getty Images

4.    Inscrição estadual

No caso de empresas que atuam com comércio, indústria e transportes intermunicipal ou interestadual, é necessária a inscrição estadual para o cadastro do ICMS. Em alguns estados, isso é feito junto com o cadastro do CNPJ.

O que levar:

DUC (Documento Único de Cadastro), em três vias;
DCC (Documento Complementar de Cadastro), em 1 via;
Comprovante de endereços dos sócios, cópia autenticada ou original;
Cópia autenticada do documento que prove direito de uso do imóvel, como, por exemplo, o contrato de locação do imóvel ou escritura pública do imóvel;
Número do cadastro fiscal do contador;
Comprovante de contribuinte do ISS, para as prestadoras de serviços;
Certidão simplificada da Junta (para empresas constituídas há mais de três meses);
• Cópia do ato constitutivo;
• Cópia do CNPJ;
• Cópia do alvará de funcionamento;
RG e CPF dos sócios.

5.    Cadastro na Previdência Social

Essa é uma etapa obrigatória para todos, independente do fato de ter funcionários ou não: esse cadastro é obrigatório para a empresa operar. Essa etapa é relativamente simples: basta que o responsável pela empresa procure a Previdência Social e solicite o cadastramento. Para solicitar, é preciso esperar um prazo de 30 dias após a abertura do negócio.

mulheres-próprio negócio-empresa

FOTO: Shutterstock Images

6.    Aparato fiscal

Por fim, é preciso solicitar notas fiscais para que o seu empreendimento funcione. Para pedir isso, basta procurar a prefeitura da cidade onde o negócio vai funcionar. Nos casos de empresas de indústria e comércio, é preciso procurar a Secretaria do Estado da Fazenda.

LEIA TAMBÉM

Texto: Victor Santos  Edição: Nathália Piccoli