ENTRETENIMENTO

Quer mudar sua vida? Entenda o porquê de não desistir dessa meta!

Quer mudar algum aspecto da sua vida e não sabe por onde começar? Primeiro, tenha em mente que aquilo é o que você quer. Em segundo lugar, não desista!

None
FOTO: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 10/10/2016 às 12:46
Atualizado às 18:39

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Mudar: atitude difícil que requer além de muito raciocínio sobre o tema, força de vontade para não desistir no meio do caminho. Por isso, não importa se sua meta seja emagrecer, parar de fumar ou mudar o corte de cabelo, a regra é a mesma: não desista!

casal mudar de casa

FOTO: Shutterstock Images

A mudança pode significar um salto no escuro. “Mudar irá, num primeiro momento, te levar para um ‘novo desconhecido’ e tudo que é novo causa estranheza, insegurança”, explica Tatiana Serra, psicóloga do Hospital Beneficência Portuguesa. Como dizia o físico Albert Einstein, “insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. E mudar implica nisso, em sair da zona de conforto.

Segundo a psicóloga e coach Alessandra Fonseca, essa atitude “demandará um esforço inicial em estabelecer uma nova rotina, novos padrões, novos comportamentos, novas ideias. Mudar é enxergar maneiras diferentes de fazer as mesmas coisas. Permitir-se ao novo, ver a realidade sob perspectivas diferentes”.

Hora de mudar

O comportamento repetitivo que a crença pode causar, para o bem ou para o mal, ajuda a refletir sobre o que faz as pessoas permanecerem com aquele pensamento, aquele modo de vida. “Todo mundo tem defeitos, eu também tenho os meus”: essa é a frase que muitos utilizam para desviar-se da culpa e continuar com seus métodos. O processo é difícil, mas possível. E aí vem o pulo do gato: a vida não pode mudar, mas você, sim.

As mudanças não precisam ser radicais, como salienta Alessandra. “Alguns sinais de que é necessário mudar são quando sua insatisfação pela rotina ou por algo/alguém se torna insuportável ou quando a grama do outro parece sempre mais verde… esses são alguns sinais de que é necessário mudar”, cita.

LEIA TAMBÉM

Texto: Angelo Matilha Cherubini Edição: Érica Aguiar Arte: Mary Ellen Machado

Consultorias: Alessandra Fonseca, psicóloga e coach; Tatiana Serra, psicóloga do Hospital Beneficência Portuguesa.