Medo de enfrentar mudanças é o principal sintoma da autossabotagem. Entenda!

Ter comportamentos estranhos e ficar preocupado quando o assunto envolve mudanças podem ser sinais de que você está tendo problemas com a autossabotagem

None
Ter medo de enfrentar as mudanças da vida e demonstrar resistência para sair da zona de conforto são sintomas da autossabotagem, que podem nos prejudicar inclusive na vida profissional. FOTO: Reprodução/Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 10/10/2016 às 15:21
Atualizado às 18:40

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você tem dificuldades em trocar a rotina e vive prometendo que vai mudar porém, quando menos espera, já está sofrendo com os mesmos problemas pelos quais jurou nunca mais passar? Talvez você esteja sendo vítima de si próprio sem saber. A autossabotagem é um sintoma psíquico – assim como a depressão e a ansiedade – que nos impede de perceber o que há de errado conosco, ao mesmo tempo em que cria mecanismos para evitarmos, ainda que inconscientemente, as mudanças que ocorrem em nossa vida.

Mulher de negócios, empresária, com medo, se escondendo na caixa

Ter medo de enfrentar as mudanças da vida e demonstrar resistência para sair da zona de conforto são sintomas da autossabotagem, que podem nos prejudicar inclusive na vida profissional. FOTO: Reprodução/Shutterstock Images

Sabotador por natureza

Segundo a psicóloga e coach Karina Mussi, a autossabotagem é na verdade uma função do psicológico semelhante ao medo, importante para nos proteger de situações de risco, ajudando-nos a ter cuidado com nossas escolhas e ações. Contudo, esse cuidado em excesso pode acabar nos prejudicando. “Num primeiro momento, isso tudo é inconsciente, a pessoa não tem consciência do que ela faz com ela mesma. Os sabotadores fazem parte da nossa vida, a função deles quando nascemos é nos proteger de ameaças, porém, com o passar dos anos, eles se tornam nossos piores inimigos”, esclarece Karina.

homem triste, mão no rosto, preto e branco

Com o passar dos anos, os sabotadores se tornam algo totalmente prejudicial à nossa vida, não nos permitindo aceitar as mudanças e causando diversas frustrações e decepções. FOTO: iStock.com/Getty Images

Sair da zona de conforto

Alguns indivíduos criam resistência diante de novidades e, assim, continuam com os comportamentos antigos mesmo que sejam maléficos. Outros, acostumam-se com a situação e se acomodam. Manter-se na zona de conforto, em um lugar seguro, no mesmo padrão mental e de comportamento conhecido são razões que facilitam a autossabotagem. Por isso, é importante refletir sobre o quanto tais situações tem se repetido em sua vida e, se for o caso, procurar ajuda profissional. A autossabotagem, se não controlada, pode influenciar até na vida profissional, nos fazendo, por exemplo, ter atitudes que comprometam nossa imagem simplesmente por medo de enfrentar as mudanças que uma promoção de cargo pode nos trazer.

LEIA TAMBÉM

Texto: Nathália Piccoli Edição: João Paulo Fernandes Consultoria: Karina Mussi, psicóloga e coach