ENTRETENIMENTO

John Le Carré: O espião que desistiu

Um breve relato sobre a vida do britânico John Le Carré, que deixou o serviço secreto de espionagem para se tornar escritor

None
A Most Wanted Man (O homem mais procurado), um dos títulos de Carré. FOTO: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 26/07/2016 às 18:54
Atualizado às 16:54

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Parece tentadora a ideia de ter uma profissão onde se tem acesso a documentos confidenciais das principais nações do mundo e aos dados pessoais de qualquer indivíduo ao redor do globo. E o melhor: sem ninguém saber que você faz isso.

Entretanto, há quem não concorde com esse tipo de ação e acabe deixando o ofício para denunciar seus principais problemas. Este é o caso de John Le Carré, pois o escritor britânico fez o caminho contrário ao de qualquer jovem entusiasta de romances policiais e filmes de espionagem.

A verdade por trás de Bond

John foi um espião britânico, passando pelo MI5 (Serviço de Segurança Nacional) e pelo MI6 (Serviço Internacional de Inteligência), entre os anos de 1950 e 1963, invadindo a privacidade alheia e se apropriando de escutas telefônicas.

Porém, quando resolveu escrever sobre espionagem, desistiu da profissão e prontificou-se a relatar que a vida no serviço secreto não é a mesma de James Bond. Desde que deixou a carreira de espião, Carré já escreveu mais de 20 títulos, muitos ganharam também adaptação para o cinema.

breve história de john le carré autor de a most wanted man

A Most Wanted Man (O homem mais procurado), um dos títulos de Carré. FOTO: iStock.com/Getty Images

SAIBA MAIS

Vida real: Meu nome é Bond, James Bond!

Conheça os 10 mandamentos da Cosa Nostra, a máfia italiana

Texto: Gabriele Alves Edição: João Paulo Fernandes