Redação: aprenda as funções emotiva, fática e conativa!

Durante a comunicação, alguns elementos podem ser colocados em evidência. Quando isso ocorre, temos as funções da linguagem

None
Exemplo de função fática e conativa

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/10/2016 às 10:53
Atualizado às 18:50

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

No processo de comunicação estão presentes os seguintes elementos: o emissor, o receptor, o canal, o código, a mensagem e o contexto. Se lemos em um jornal uma manchete como “EUA se prepara para invadir o Oriente Médio”, por exemplo, teremos como emissor o jornalista que redigiu tal texto, como receptor o leitor do jornal, como canal o próprio jornal em si, como código a língua portuguesa escrita, como mensagem a frase: “EUA se prepara para invadir o Oriente Médio” e como contexto o assunto de que se trata, a guerra, a invasão americana etc.

Durante a comunicação, um desses elementos pode ser colocado em evidência. Quando isso ocorre, temos as funções da linguagem. São seis funções ao todo, uma enfatizando um dos elementos da comunicação. É importante ressaltar que é raro encontrar textos que apresentem apenas uma das funções. O mais comum é que o mesmo texto apresente várias funções, sendo que há uma que prevalece. Aqui selecionamos três delas:

exemplos de função fática e conativa

Exemplo de função fática e conativa

Função Emotiva

O emissor é colocado em evidência. Há referências à primeira pessoa do discurso. Os textos mais comuns com esta função são poemas e letras de músicas.

Função Fática

O canal é posto em evidência. Há testagem do canal para estabelecer a comunicação. Os exemplos mais comuns desta função estão nas saudações “oi”, “olá”, e a saudação telefônica “alô”. Outro bom exemplo é a frase “Está me ouvindo?”, onde o funcionamento do canal é verificado.

Função Conativa

O receptor é colocado em evidência. Há referências à segunda pessoa do discurso. Os textos mais comuns com esta função são as propagandas.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Edição: Angelo Matilha Cherubini

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.