8 famosos que já tentaram carreira política

Com tantos candidatos, nomes bizarros e propagandas políticas cômicas não faltam. Alguns, no entanto, já são velhos conhecidos dos eleitores

None
8 famosos que já tentaram carreira política

por Redação Alto Astral
Publicado em 31/08/2016 às 12:31
Atualizado às 12:35

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

As eleições desse ano estão chegando e, na extensa lista de candidatos a prefeitos e vereadores, nomes bizarros e propagandas políticas cômicas não faltam! Alguns, no entanto, já são velhos conhecidos dos eleitores. Confira  alguns famosos que já concorreram ou ainda vão concorrer a cargos políticos.

1. Thammy Miranda

O ator Thammy Miranda, filho da cantora Gretchen, concorre para o cargo de vereador em São Paulo esse ano, pelo PP Diversidade. Ironicamente, ele faz parte do mesmo partido de Jair Bolsonaro, conhecido por ideais totalmente contrários aos dele.

2. Dr. Rey

Dr. Rey é candidato a deputado federal nas eleições 2014

Foto: Reprodução/Facebook

O apresentador e cirurgião plástico concorreu a vaga de deputado federal por São Paulo, nas eleições de 2014, então afiliado ao Partido Social Cristão (PSC), mas não se elegeu. Atualmente, ele é vice-presidente nacional do Partido Ecológico Nacional (PEN).

3. Romário

Romário fala em reunião parlamentar

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O ex-jogador de futebol entrou na política nas eleições de 2010, quando concorreu ao cargo de deputado federal pelo Rio de Janeiro, sendo eleito como sexto candidato mais votado.

Em 2014, candidatou-se novamente, dessa vez para Senador e mais uma vez foi eleito com boa porcentagem de votos. Ao ser entrevistado pela revista Placar, Romário declarou “Achava que política era lugar de ladrão e sacanagem. E eu acertei.

4. Sérgio Reis

Sérgio Reis é candidato a deputado federal nas eleições 2014

Foto: Divulgação

Em 2010 o sertanejo, então filiado ao Partido da República (PR), lançou-se candidato a deputado federal por Minas Gerais, mas desistiu de sua candidatura. Em 2014 ele voltou a concorrer ao mesmo cargo, dessa vez afiliado Partido Republicano Brasileiro (PRB) e pelo estado de São Paulo, elegendo-se com mais de 45 mil votos.

5. Leandro do KLB

Leandro da banda KLB foi candidato nas eleições 2010

Foto: Divulgação

O vocalista do trio de irmãos na verdade não se elegeu quando tentou uma candidatura a deputado estadual em 2010. Ele começou seu mandato no entanto, ao assumir o lugar de outro candidato, já que era suplente da coligação PSDB-DEM e afiliado ao Partido Social Democrático (PSD). Seu irmão, Kiko, também tentou carreira política, mas teve sua candidatura impugnada.

6. Léo Áquila

Léo Áquila na propaganda eleitoral

Repórter e performer, Léo tentou entrar na política por três vezes, em 2006, 2010 e 2014, porém não conseguiu ser eleita em nenhuma das vezes.

Nas duas primeiras vezes ela disputou o cargo de deputada estadual por São Paulo, na primeira filiada ao Partido da República (PR) e na segunda ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Em sua mais recente tentativa, concorreu a deputada federal pelo Partido Social Liberal (PSL).

7. Jean Wyllis

Jean Wyllis discursa na câmara dos deputados

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Inicialmente conhecido por ser o vencedor da 5ª edição do Big Brother Brasil em 2005, Wyllis foi eleito deputado federal pela primeira vez em 2010 com a menor quantidade de votos pelo Rio de Janeiro, mas conseguindo a vaga mesmo assim. Em 2014, em uma situação inversa, Wyllys foi reeleito como o sétimo mais votado entre os deputados federais eleitos do Rio de Janeiro.

8. Tiririca

Campanha politica de tiririca

Foto: Divulgação

Francisco Everaldo Oliveira Silva, mais conhecido como Tiririca é provavelmente o primeiro caso que te veio a mente com o tema dessa matéria. O humorista afiliado ao PR foi eleito deputado federal por São Paulo, sendo o terceiro deputado mais votado na história do Brasil, atrás apenas de Enéas e Celso Russomano, nas eleições de 2010. Em 2014 ele foi reeleito, e o bordão de sua primeira campanha “Pior do que tá não fica, vote Tiririca” é lembrado até hoje.

VEJA TAMBÉM