De onde vem a expressão “Até tu, Bruto, meu filho?”?

Na Roma Antiga, Júlio César era um dos guerreiros mais sagazes e valentes. Contudo, não percebeu a traição de seu filho adotivo Marco Júnio Bruto.

None
(FOTO: Wikimedia Commons/Vincenzo Camuccini)

por Redação Alto Astral
Publicado em 27/09/2016 às 13:12
Atualizado às 18:33

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Na Roma Antiga, Júlio César foi um dos guerreiros mais valentes de que se tem notícia. Impunha  respeito por suas glórias e também pelo medo, já que perseguia seus inimigos até o fim do mundo: ia buscá-los onde quer que se escondessem. No entanto, foi traído por seu filho Marco Júnio Bruto.

morte Júlio César Senadores e Bruto

Pintura que retrata o assassinato de Júlio César, cometido por senadores e seu filho Marco Júnio Bruto (FOTO: Wikimedia Commons/Vincenzo Camuccini)

Júlio César conquistou o poder na Roma Antiga e se envaideceu, ganhando ainda mais rivais. Estava preparado para enfrentar tudo e todos, mas não enxergou o segredo do próprio filho adotivo.

Marco Júnio Bruto foi um dos líderes da conspiração de senadores que resultou na morte do imperador, que foi apunhalado. O episódio se tornou símbolo de traição e inveja, e a última frase de César foi  imortalizada, em uma peça de Shakespeare – intitulada Júlio César –, como ícone da decepção: “Até tu, Bruto, meu filho?”.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Edição: Érica Aguiar