A emoção dos atletas paralímpicos ao receber suas medalhas em fotos

Até o terceiro dia de competições dos jogos Paralímpicos, o Brasil garantiu 12 medalhas, entre ouro, prata e bronze e quebra de recordes brasileiros

None
Foto: CPB/MPIX

por Redação Alto Astral
Publicado em 10/09/2016 às 14:34
Atualizado às 18:25

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

As Paralimpíadas mal começaram e o Brasil,até o terceiro dia de competições, já havia garantido 16 medalhas, entre ouro, prata e bronze! E as competições ainda prometem mais vitórias – com mais medalhas, claro!

O Comitê Paralímpico Brasileiro divulgou em sua página no Facebook fotos dos nossos medalhistas, mostrando a emoção de cada um ao pegar sua medalha. Separamos algumas!

Veja abaixo:

Odair Santos

O fundista ganhou a medalha de prata nos 5000m T11, terminando a prova em 15min17s55!

Odair Santos

Foto: CPB/MPIX

Ítalo Pereira

Ele tem apenas 20 anos e conquistou sua primeira medalha nos Jogos Paralímpicos. O nadador ficou com o bronze nos 100m costas S7.

Ítalo Pereira

Foto: CPB/MPIX

Daniel Dias

Ele simplesmente dominou a piscina nos 200m livres S5 e ganhou seu primeiro ouro no Parque Olímpico. Esta foi a 12ª medalha do nadador em Jogo Paralímpicos. Até este sábado (10.09), ele já recebeu 16 medalhas no total em todas as competições que participou.

Daniel Dias

Foto: CPB/MPIX

Ricardo Costa

O atleta ganhou o primeiro ouro para o Brasil e foi na última tentativa no salto em distância T11 para deficientes visuais. Ele precisava ultrapassar a marca de 6.44m do norte-americano Lex Gillette e conseguiu! Ele saltou 6.52m!

Ricardo Costa

Foto: CPB/MPIX

Daniel Tavares

Ele não garantiu apenas uma medalha de ouro, mas também atingiu um novo recorde do Brasil! Aos 20 anos, Daniel Tavares venceu os 400m T20 e bateu a própria marca, estabelecendo um novo record mundial: 47s22.

Daniel Tavares

Foto: CPB/MPIX

Lúcia Teixeira

A atleta foi a primeira mulher brasileira a conquistar uma medalha nos jogos deste ano. A judoca chegou à final na categoria até 57kg e ficou com a prata, perdendo para a ucraniana Inna Cherniak.

Esta foi a segunda medalha de Lúcia em uma Paralimpíada.

Lúcia Teixeira

Foto: CPB/MPIX

Verônica Hipólito

Aos 20 anos, Verônica faturou a prata nos 100m T38. Ela ficou de fora no Mundial de Atletismo em 2015 e superou ao participar das Paralimpíadas, levantando os torcedores ao delírio no Estádio Olímpico.

Verônia Hipolito

Foto: CPB/MPIX

Phelipe Rodrigues

O nadador pernambucano fechou a prova dos 50m livre S10 em segundo lugar e garantiu a medalha de prata para o Brasil!

Phelipe Rodrigues

Foto: CPB/MPIX

Izabela Campos

Ela ficou em terceiro lugar no lançamento de disco F11, ganhando o Bronze. Izabela se superou nesta, pois, em 2012, nos jogos de Londres, ela ficou em 7º lugar.

Izabela Campos

Foto: CPB/MPIX

Fabio Bordignon

O velocista foi prata nos 100m T35. Ele, que é de Duque de Caxias, completou a prova em 12s66.

Fabio Bordignon

Foto: CPB/MPIX

Revezamento na natação

O quartetoClodoaldo Silva, Daniel Dias, Susana Schnarndorf e Joana Neves foi prata no revezamento 4x50m livre misto na natação.

Clodoaldo Silva, Joana Neves, Susana Schnarndorf e Daniel Dias

Foto: CPB/MPIX

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.