Elvis Presley já serviu o exército norte-americano. Confira!

Elvis Presley já fazia muito sucesso quando foi obrigado a interromper a carreira para servir ao exército, tornando incerto o retorno do rei aos palcos

None
Elvis Presley e a atriz Juliet Prowse, em fotogradia da época em que o rei do rock estava no exército. FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons

por Redação Alto Astral
Publicado em 16/08/2016 às 18:07
Atualizado às 16:16

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Pois é. Nem mesmo o astro do rock escapou do serviço militar. Mesmo lotado de shows e com um sucesso já estrondoso, Elvis Presley teve que servir no exército e, apesar do que muitos achavam, aceitou o chamado com simplicidade e demonstrando toda a lealdade à bandeira norte-americana.

elvis presley, juliet prowse, cantor, atriz, exército, farda

Elvis Presley e a atriz Juliet Prowse, em fotogradia da época em que o rei do rock estava no exército. FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons

Bendita carta

No dia 20 de dezembro de 1957, Elvis Aaron Presley recebeu a bomba que tanto temia: teria que se apresentar ao exército. O astro do rock viu, nesse momento, sua carreira acabar precocemente – tinha a certeza que jamais conseguiria retornar ao sucesso. Ele, que ganhava milhões por ano, iria servir ao exército americano por US$83,00 por mês.

Mas o problema maior não era o dinheiro. O que Elvis mais se lamentava em abandonar eram justamente os palcos. O rei do rock era apaixonado pela música e, antes mesmo de fazer sucesso, já sentia que não conseguiria deixá-la jamais – ou pelo menos não queria. Agora, teria de se afastar das apresentações e dos shows para lutar por seu país. O fato de ter que abandonar também sua família era algo que torturava ainda mais o astro. Desde sempre muito apegado à sua mãe, durante o período em que esteve no exército Elvis manteve o hábito de ligar ao menos uma vez no dia para falar com Gladys.

Um soldado comum

Na manhã do dia 24 de março de 1958, acompanhado de sua família, de vários amigos e de sua namorada Anita Wood, Elvis Aaron Presley apresentou-se à junta de recrutamento no Edifício M&M em South Main Street, Memphis. Em seguida, junto a outros 12 recrutas, o cantor viajou para Forte Chaffee, no estado do Arkansas, lugar onde, após ser examinado e considerado apto, recebeu o número de registro US 53 310 761. O fato se tornou um grande evento, com direito a cobertura da mídia. Elvis chocou o mundo e, principalmente, seus fãs  servindo como um soldado normal, sem qualquer tipo de distinção. E isso realmente aconteceu pois, no dia seguinte, após submeter-se a todos os procedimentos exigidos, o rei do rock recebeu o típico corte de cabelo militar.

Homem, soldado, fundo branco

Elvis Presley serviu ao exército como um soldado normal, sem qualquer distinção por seu status de celebridade. FOTO: Reprodução/Shutterstock Images

SAIBA MAIS

39 anos sem Elvis: 6 motivos para sentir saudade!

Como foi o encontro entre Beatles e Elvis Presley?

Texto: Nathália Piccoli Edição: João Paulo Fernandes

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.