Curiosidade: descubra como funciona a voz humana

Alguns falam ato, outros falam baixo, tem a voz mais aguda, mais grave...Mas afinal, como é que funciona a voz humana? Venha descobrir

None
FOTO: iStock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 25/08/2016 às 12:17
Atualizado às 18:16

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres
Falar, cantar ou gritar parece fácil, mas é o resultado de uma coordenação precisa entre vários órgãos do corpo. O ar sai dos pulmões, passa pela laringe e faz as cordas vocais vibrarem. Como esse som é fraco, precisa ser amplificado. Esse é o trabalho de todos os espaços vazios da cabeça.
Depois, a voz é moldada pelo paladar, língua, dentes e lábios, que a tornam única.
É isso aí: ninguém tem uma voz igual à sua!
Homem, branco, gritando no megafone

FOTO: iStock.com

Crescem com você

Os bebês podem produzir gritos tão agudos que fazem os ouvidos doer. É assim que chamam a atenção das mães. Quando crescem, tudo muda. Na puberdade, quando o menino começa a ter barba e bigode, a laringe cresce e as cordas vocais engrossam e se alongam, deixando a voz mais grave. Essas alterações acontecem devagar e, às vezes, a voz falha e se afina. Nas meninas essa mudança é bem discreta.

Altos e baixos

Existem vozes de todos os tipos: de fininhas e agudas a muito, muito graves (ou grossas). No canto, conforme as notas musicais que a voz atinge, as mulheres podem ser sopranos (voz aguda), mezzosopranos (média) ou contraltos (grave). Nessa mesma escala, os homens podem ser tenores, barítonos ou baixos.

Sua voz é aguda ou grave?

Para saber, compare com o pio dos passarinhos (som agudo) ou o rosnar de um cachorrão (som grave).

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.