ENTRETENIMENTO

Descubra como as plantas se adaptam para sobreviver

Os vegetais são capazes de se adequarem a qualquer ambiente para sobreviver! Conheça uma lista de truques que as plantas utilizam para proliferar.

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 19/08/2016 às 11:22
Atualizado às 18:13

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Sustentação

As gavinhas são órgãos de fixação das plantas que fazem com que elas possam se prender em algum lugar. No caso da ervilha, por exemplo, derivam dos brotos das folhas, ou seja, são de origem foliar. São folhas modificadas, que se enrolam ao redor de outros vegetais para que a planta possa se fixar em alguma superfície e subir. Por outro lado, certas árvores suportam verdadeiros jardins suspensos formados por plantas epífitas que vivem sobre elas sem prejudicá-las. Uma muito comum é o cravo do ar, cujas raízes estão adaptadas para prender a planta à árvore. Suas folhas formam uma espécie de recipiente que guarda a água da chuva, que a planta depois utiliza.

deserto e cactos

FOTO: Shutterstock.com

Economizar água

A transpiração é uma das funções típicas das folhas, mas em zonas secas as folhas apresentam adaptações. Nos cactos, por exemplo, as folhas se transformam em espinhos para não transpirarem, evitando assim a perda de água.

Caules especiais

Existem algumas plantas que armazenam as substâncias nutritivas em caules subterrâneos, como os tubérculos da batata. Como é possível diferenciar uma raiz de um caule desse tipo? Facilmente: se possui brotos ou gemas, é um caule. Esses brotos, comumente chamados de olhos, dão origem aos galhos aéreos, que crescem no ar. O camalote é uma planta aquática flutuante. O ar contido no interior dos pecíolos “segmentos que unem as folhas ao caule” o mantém sobre a superfície da água.

Perguntas e respostas

suculenta

FOTO: Shutterstock.com

Como as plantas suportam a falta de água do deserto?
Um recurso das plantas do deserto, apesar de se secarem de qualquer jeito, é garantir a vida das sementes. Quando chove, elas germinam, as novas plantas logo crescem e dão flores e frutos antes de secarem de novo. As sementes germinarão outra vez com a próxima chuva.

Para que servem certos aromas vegetais?
Algumas plantas da família dos brócolis e da couve-flor elaboram substâncias de cheiro forte e muito desagradável, com a finalidade de manter afastados os insetos e os fungos que podem prejudicá-las. Já as raflésias, são plantas cujas flores têm cheiro de carne podre. Isso atrai as moscas, que as polinizam quando pousam sobre elas.

Veja também
Vegetais podem deixar o cérebro mais jovem
5 fatos sobre os desertos

Como as plantas carnívoras “caçam”?
Algumas delas possuem folhas que se fecham sobre os insetos e outros animais pequenos, como se tivessem dobradiças. Em outros casos, as folhas têm forma de recipientes cheios de um líquido que imobiliza as presas que morrem e nutrem as plantas.