Conheça as construções mais fantásticas do mundo

Você sabe quais são as 7 maravilhas do mundo? Há algumas que não estão nessa lista, mas merecem destaque. Conheça as construções mais fantásticas do mundo!

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 25/08/2016 às 11:20
Atualizado às 18:16

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você sabe quais são as 7 maravilhas do mundo? Há alguns monumentos que não estão inclusos nessa lista, mas valem a pena ser lembrados. Conheça as construções mais fantásticas criadas pelo homem:

Conheça as construções mais fantásticas do mundo

Chichén Itzá (México)

A cidade arqueológica, que abriga a pirâmide Kukulkán da foto, é um dos patrimônios da humanidade.

Torre Eiffel (França)

A torre de ferro de 127 anos, já teve mais de 240 milhões de visitantes.

Taj Mahal (Índia)

O edifício construído em mármore branco fica fluorescente sob a luz da lua.

Space Needle (Estados Unidos)

Também chamado Obelisco Espacial, tem um restaurante giratório que completa uma volta de 360 graus por hora.

Ponte da baía de Sydney (Austrália)

A maior ponte com arco do mundo é o tradicional cartão postal da Austrália, junto com a Ópera de Sydney.

Veja também
11 lugares incríveis do mundo para ver de pertinho
Paris: 5 lugares para conhecer e aproveitar sua viagem
Conheça 3 fatos que você não sabia

Conheça as construções mais fantásticas do mundo

Cristo Redentor (Brasil)

Está no livro dos recordes como a maior estátua de Jesus Cristo do mundo e recebe milhares de visitantes todos os anos.

Big Ben (Inglaterra)

As badaladas do relógio mais famoso do mundo vêm de um sino com mais de 13 toneladas.

Torre de Pisa (Itália)

Cabos de aço foram amarrados à torre para evitar que sua inclinação não fique mais acentuada.

Stonehenge (Inglaterra)

Dizem que esse monumento pré-histórico serve desde observatório astronômico até portal para outros planetas.

Grande Muralha (China)

No passado, as milhares de torres da muralha serviam como postos de observação de inimigos.

Texto: Bárbara Morasco/Colaboradora Revisão: Carolina Guidio Cachoni

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.