Como sobreviver na cidade de São Paulo

Nem sempre é fácil viver ou viajar para um lugar desconhecido, principalmente se for uma megalópole como São Paulo. Veja como sobreviver em São Paulo!

None
FOTO: Reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 21/09/2016 às 16:38
Atualizado às 18:31

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

São Paulo é a 10ª cidade mais populosa do planeta e a maior da América Latina, segundo dados do Centro de Pesquisas Urbanas Demographia; movida em pluralidade e multicultural, o centro financeiro do país tem diversas características que a tornam única. Mas será que você sabe sobreviver às peculiaridades da selva de pedra? Separamos algumas dicas que ensinam como sobreviver em São Paulo! Confira!

Como sobreviver em São Paulo

1 – O Clima

O clima em São Paulo é completamente imprevisível! Você pode sair às sete da manhã de casa com um frio de 11° e chegar ao trabalho às nove com a temperatura batendo na casa dos 21°. Ou pode sair de casa todo equipado porque está chovendo, passar 30 minutos num temporal e o restante do dia carregando toda a bugiganga de blusas, guarda-chuva, capa…

Então, quando estiver na cidade carregue o Kit Paulistano. Ele é composto por: uma blusa leve (que vá esquentar de o tempo esfriar e não vá te cozinhar se o tempo esquentar); uma sombrinha’(andar com um guarda chuva imenso não é legal para ninguém, a sombrinha você guarda na bolsa/mochila e ainda te protege se o tempo virar); óculos de sol (sério, isso é essencial, principalmente nas regiões da cidade com poucas árvores e sombras); Bilhete Único (todo Paulistano sabe que o BU salva a vida e evita o transtorno na fila do transporte público e mesmo quem está de viagem pode comprar um em diversos terminais de ônibus pela cidade).

Montagem com Kit para sobreviver a um dia em São Paulo

Foto: Montagem

2 – Transporte

Já que falamos em transporte público, vamos lá: evite o Táxi, o Uber ou o carro alugado. São Paulo tem um dos piores trânsitos do planeta e você não vai querer perder tempo precioso preso na Marginal Pinheiros.

Apesar de não ser perfeito, o Metrô e algumas linhas de trem são ótimas e rápidas, principalmente se não for em horário de pico. Há também a opção de ônibus, já que a cidade conta com vários ‘corredores’ onde os ônibus têm passagem livre e não pegam muito trânsito.

No mais, planeje as rotas com antecedência: não é difícil andar na cidade, mas algumas ruas podem ter uma numeração um pouco confusa.

Metrô lotado

FOTO: Reprodução

3 – Programação Cultural

São Paulo é o tipo de cidade que não para um segundo sequer, sempre tem algo para fazer. Então, se vai pra balada no fim de semana, se planeje antes e arrume tudo na hora, já que você pode chegar no local e não consiga entrar. Mas se você é mais “da rua”, tem uma infinidade de coisas que pode fazer, desde as exposições, encontros nos parques até o zoológico com a criançada. A dificuldade da cidade é que, em geral, todas as coisas legais acontecem ao mesmo tempo.

O que não pode é ficar em casa no fim de semana!

Parque do Ibirapuera fim de semana

FOTO: Reprodução

4 – O fuso horário paulista

São Paulo tem um fuso horário próprio! Às vezes você sai de casa em um horário e tudo corre bem, chega no seu compromisso na hora certa, consegue sentar no transporte faz tudo calmamente e começa o dia com boas vibrações.

Mas sabe aqueles dias em que dá preguiça e você fica cinco minutinhos a mais na cama? Não faça isso em SP! Você vai levar uma hora a mais para chegar onde quer que vá, vai ser esmagado pelas pessoas, vai ter que se virar em dez para lidar com tudo o que precisa fazer no dia… Apenas respeite o fuso horário, sério!

Braço masculino com relógio

FOTO: Reprodução

5 – Perigo

A violência em todo o país atinge números alarmantes todos os anos e em São Paulo não é diferente. Então, não vamos dar sorte ao azar.

Evite andar sozinho, pegar vias transversais ou locais escuros, não ande com aparelhos eletrônicos na mão ou fique de bobeira na pracinha.

Rua escura em São Paulo

FOTO: Reprodução

BÔNUS de como sobreviver em São Paulo: o custo de vida

O custo de vida em Sampa é uma das principais complicações de como sobreviver em São Paulo. Dentro da própria cidade você pode pagar R$7 no Kg do pão francês ou R$ 10. Sempre procure os locais menos badalados quando for comer, pois, por vezes, você está pagando mais pela fama do local do que pelo produto propriamente.

Se não puder evitar, pague, mas escolha bem o local aonde vai, afinal, tem alguns que nem são tudo isso e cobram o ‘preço de tabela’ da região.

Tabela kilo do pão

FOTO: Montagem

LEIA TAMBÉM