Gênero textual: a definição de carta e seus diferentes modelos

A carta já foi um dos modelos mais utilizados na comunicação pessoal e institucional. Ela é caracterizada pela presença de um remetente e um destinatário

None
FOTO: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 01/11/2016 às 09:52
Atualizado às 18:45

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A carta já foi um dos modelos mais utilizados na comunicação pessoal e institucional. Ela é um gênero textual caracterizado pela presença de um remetente e um destinatário. Existem vários tipos de carta, com diferentes estilos de texto, aqui vão alguns deles:

carta, carimbo, selo vermelho

FOTO: iStock.com/Getty Images

Carta do leitor: publicada em jornais e revistas, mostram opiniões e sugestões; debatem os argumentos levantados nos artigos e fazem críticas a respeito; trazem perguntas, reflexões, elogios, incentivos, entre outros. Não há regras para sua elaboração, a não ser que o leitor deve ser breve, mostrar seu ponto de vista de forma clara e não utilizar palavras de baixo calão.

Carta argumentativa: possui como característica principal a persuasão. Deve conter em sua estrutura: local e data; identificação do destinatário; vocativo (faz-se necessário o uso adequado do pronome de tratamento, tendo em vista o cargo ocupado pela pessoa em referência); corpo do texto (nesta parte há a necessidade de apresentar o objeto de reclamação ou de solicitação, somado a argumentos que efetivamente o justifiquem); expressão de despedida; assinatura; nome do remetente.

Carta de reclamação: é utilizada quando o remetente descreve um problema ocorrido a um destinatário que pode resolvê-lo. Quem reclama deve se utilizar de um discurso argumentativo: descrevendo de maneira clara o(s) problema(s), motivo(s) pelo qual pode ter ocorrido e as consequências se não for resolvido. É essencial que a carta de reclamação tenha: identificação do remetente e do destinatário, data e local, assinatura, documentos em anexo (caso necessário).

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Edição: Angelo Matilha Cherubini