A participação brasileira na Segunda Guerra Mundial

Na Segunda Guerra Mundial, os países Aliados e do Eixo dividiram o mundo. Você sabe qual lado o Brasil escolheu quando Getúlio Vargas era o presidente?

None
Tropas brasileiras na Itália, em 1944 (FOTO: Durval Jr./Wikimedia Commons)

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/08/2016 às 14:01
Atualizado às 18:18

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Em 1939, um dos maiores e mais marcantes combates da história teve início: a Segunda Guerra Mundial. Foi no dia 1° de setembro daquele ano que Hitler invadiu a Polônia e envolveu todo o planeta em uma batalha sem precedentes: Eixo vs Aliados. Você sabe que Itália, Alemanha e Japão estavam de uma lado e União Soviética, Inglaterra e Estados Unidos estavam do outro. Mas, e o Brasil nessa história?  

O Brasil entrou para o lado dos Aliados na Segunda Guerra?

Com posição neutra no início do conflito, Getúlio Vargas acabou aliando-se aos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, em 1942. O país chegou a enviar tropas à Itália em 1944 – os famosos pracinhas. Cerca de 25 mil soldados da Força Expedicionária Brasileira (FEB), além de pilotos e homens da Força Aérea, participaram da ação.

brasil segunda guerra mundial itália 1944

Tropas brasileiras na Itália, em 1944 (FOTO: Durval Jr./Wikimedia Commons)

Getúlio tinha tendências fascistas

O presidente-ditador do Estado Novo possuía mais semelhanças aos governos de Hitler, na Alemanha, e Mussolini, na Itália, do que com os aliados americanos. Antes da Guerra eclodir, o Brasil mantinha boas relações comerciais com os países. Dentro de seu governo também havia simpatizantes do nazismo e fascismo. Uma consequência disso é a deportação de Olga Benário para campos de concentração.

SAIBA MAIS

Estado Novo: um dos governos mais autoritários da história do Brasil

Eleições de 1930: como Getúlio Vargas chegou ao poder?

Texto: Maria Carolina Vieira e Victor Santos Edição: Érika Alfaro

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.