Especialistas apresentam 4 atitudes de uma pessoa autoconfiante

A autoconfiança é um desafio que, por vezes, não é possível exercitar. Confira as dicas dos especialistas e descubra se você é uma pessoa autoconfiante

None
FOTO: Reprodução/Pixabay

por Redação Alto Astral
Publicado em 04/10/2016 às 16:09
Atualizado às 18:37

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A autoconfiança é a fé que se tem em si mesmo. Ela influencia suas decisões e a maneira como você se organiza e executa seus planos. O conceito de autoconfiança chega a ser óbvio de tão simples, o que leva a crer que qualquer pessoa pode alcançar um objetivo com uma dose de confiança, algum preparo e pronto. Mas, ao contrário da definição, a realização é um processo mais complexo, principalmente se a confiança não estiver lá. Por isso, especialistas apresentam algumas atitudes de pessoas autoconfiantes que podem te inspirar e te ajudar a acreditar mais em si:

1) Tomar as rédeas das situações

“Uma pessoa autoconfiante não reage, ela age. Parece algo clichê, mas no fundo o confiante se antecipa, assume responsabilidades e não fica na defensiva, como a maioria”, avalia Aristides Brito. Assim, tente resolver os problemas em vez de procurar culpados.

2) Encarar erros como um aprendizado

A psicóloga Letícia Guedes explica que um dos sinais da autoconfiança é ver o sucesso a partir de algo que não deu certo. “A pessoa autoconfiante é assim: enxerga em situações conflituosas a possibilidade de se conquistar algo”, destaca a psicóloga.

3) Ser proativo

“Não conheço pessoas inseguras e proativas. Normalmente a pessoa que sofre com uma atitude mais insegura, que tem problemas de autoconfiança, é extremamente reativo”, afirma o neurocientista.

4) Ter segurança

“Pessoas assim estão dispostas a se surpreender, conquistar coisas que façam bem para ela, sentem-se capazes de realizar qualquer atividade e não se deixam abalar”, salienta Leticia Guedes.

autoconfiante-mulher-olhando-para-fora

FOTO: Reprodução/Freepik

LEIA TAMBÉM

Texto: Thiago Koguchi • Edição: Ana Beatriz Garcia • Consultoria: Letícia Guedes, psicóloga e Aristides Brito, neurocientista