Assassinato de John Kennedy completa hoje 53 anos

O 35º presidente dos Estados Unidos, John Kennedy, governou de janeiro de 1961 a novembro de 1963, quando foi assassinado em Dallas, no estado do Texas

None
No dia 22 de novembro de 1963, John F. Kennedy era assassinado enquanto desfilava pelas ruas de Dallas, no Texas. FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/11/2016 às 17:41
Atualizado às 18:36

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

No dia 22 de novembro de 1963, ocorreu um dos episódios mais trágicos da história da presidência norte-americana – e do mundo! O líder da maior nação da época, John Kennedy, foi assassinado em um atentado que até hoje deixa dúvidas e gera diversas teorias acerca do real motivo da execução do governante. Conheça um pouco mais sobre o caso.

John Kennedy, presidente dos EUA, de terno, sorrindo

No dia 22 de novembro de 1963, John F. Kennedy era assassinado enquanto desfilava pelas ruas de Dallas, no Texas. FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons

A morte de um líder

John Fitzgerald Kennedy foi o 35º presidente dos Estados Unidos, e governou de janeiro de 1961 a novembro de 1963, quando foi assassinado em Dallas, no estado do Texas. Enquanto participava de um desfile dentro de uma limusine conversível, Kennedy foi alvejado pelo atirador Lee Harvey Oswald.

John Kennedy, funeral, caixão, soldados, comoção

Procissão com o corpo do presidente subindo as escadas do Capitólio dos Estados Unidos, em Washington. FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons

Segurança reforçada

A morte do presidente chocou todo o mundo. Transformado em ícone político e cultural da época, dentro e fora dos Estados Unidos, por seu carisma acentuado, sua morte desestabilizou totalmente o emocional do país, recém-recuperado do trauma pós-guerra, e gerou uma mudança radical quanto ao planejamento e intensificação do sistema de segurança dos chefes de Estado norte-americanos.

John Kennedy, discurso, microfone, preto e branco

John Kennedy em discurso durante inauguração do projeto Apollo, que foi parte da estratégia militar dos Estados Unidos durante a Guerra Fria. FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons

LEIA TAMBÉM

Texto: João Paulo Fernandes