ENTRETENIMENTO

As polêmicas em torno do papa Paulo VI. Entenda!

Apesar de ter resistido no pontificado por cerca de 15 anos, Paulo VI foi alvo de diversas críticas e acusações polêmicas que abalaram a imagem do Vaticano

None
Paulo VI (1963-1978) foi acusado de ser homossexual e maçom. FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons

por Redação Alto Astral
Publicado em 21/10/2016 às 16:06
Atualizado às 18:49

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Diversas polêmicas e escândalos compõem a história da Igreja Católica desde seus primórdios, geradas principalmente por conta das ações de seus mais altos membros, incluindo o sumo pontífice. Casos como o do papa Paulo VI constituem alguns momentos críticos da instituição, que são lembrados até hoje.

Paulo VI, papa, roupa branca, dois dedos levantados

Paulo VI (1963-1978) foi acusado de ser homossexual e maçom. FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons

Homossexualidade e maçonaria

O papa era devoto de Maria e considerado muito conservador. Alguns críticos o caracterizavam como distante, indeciso e sem carisma. Durante seu pontificado, um escândalo parou o Vaticano: um historiador francês revelou que Paulo VI era, na verdade, homossexual. Imediatamente, o papa negou tudo e pediu orações aos fiéis de todo o mundo. O assunto foi amenizado, porém, nunca esquecido totalmente. Além disso, Paulo VI também era acusado de pertencer à Ordem Maçônica, o que revoltou muitos fiéis e deixou seu papado ainda mais conturbado.

LEIA TAMBÉM

Texto: Nathália Piccoli Edição: João Paulo Fernandes