5 hábitos de quem tem dívidas

Veja como superar esses hábitos e sair das dívidas!

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 30/05/2016 às 10:30
Atualizado às 12:39

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Lidar com as finanças não é uma tarefa fácil, sendo comum cometer alguns descuidos na hora de administrar o dinheiro recebido e os gastos do mês. Por isso, listamos os erros mais comuns e como evitá-los. Confira!

Trabalho, dinheiro e contas

FOTO: Shutterstock

Comprar por impulso

Promoções e liquidações são grandes tentações e a vontade de conseguir algo com um bom desconto pode fazer os olhos de qualquer mulher brilharem. Mas não é porque um produto está mais barato que você deve levá-lo.

Dica: deu vontade de comprar algo numa loja? Pare e pense bem se você realmente está precisando daquilo. Assim, você evita gastos desnecessários com coisas que, muitas vezes, nem vai usar depois.

Não pesquisar os preços

A correria do dia a dia pode fazer as pessoas comprarem na primeira loja em que entram. Mas querer economizar tempo nem sempre significa poupar grana – pelo contrário, você pode acabar tendo prejuízo.

Dica: se precisa de algo, vá em vários lugares em que possa encontrar tal produto e compare os preços. Também vale pedir desconto e até ver se a loja cobre a oferta da concorrente – as empresas fazem isso para conquistar o cliente.

SAIBA MAIS

Horóscopo: previsões de Júpiter para trabalho e dinheiro
Simpatias para ganhar dinheiro
6 formas de ganhar dinheiro extra pela internet
Como cada signo lida com o dinheiro

Não fazer um planejamento

Esse é o maior pecado das finanças, pois você perde a noção de quanto está ganhando e gastando. Daí é um pulo para as contas saírem do seu controle e você entrar no vermelho.

Dica: anote em um caderno ou planilha no computador todo o dinheiro que você recebe e as suas contas mensais fixas (conta de luz, de água, aluguel, etc.). Depois, estabeleça outras despesas prioritárias. Então, separe o dinheiro necessário para tudo isso. Se sobrar uma grana, coloque na poupança para eventuais emergências.

Cartão de crédito

FOTO: Shutterstock

Abusar do cartão de crédito

Ele é bem útil hoje em dia, mas, se não souber usá-lo com cuidado, pode acabar se tornando uma enorme dor de cabeça.

Dica: antes de usar o cartão de crédito, faça as contas para ver se conseguirá pagar o total da fatura e evite parcelar o valor, pois os juros são altos. Sem contar que haverá outra fatura no mês seguinte, podendo se endividar e aumentar seus problemas.

Fazer empréstimos

Quando a grana acaba e surge um imprevisto, a saída mais fácil costuma ser o cheque especial ou um empréstimo no banco. Mas esses serviços têm juros altíssimos e você pode entrar numa dívida ainda maior.

Dica: para evitar dar um passo maior que a perna, tente renegociar o prazo ou o valor de sua dívida antes de recorrer a um empréstimo ou usar o cheque especial. Agora, se você não tiver saída, vá em todos os bancos disponíveis e procure por taxas mais baixas que caibam no seu bolso.

Texto: Liliane Encarnação

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.