5 formas como o diabo é conhecido

O diabo recebeu diferentes nomes durante a história das religiões

None
Foto: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/09/2016 às 16:17
Atualizado às 18:36

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A definição do que é o diabo pode ser considerado algo subjetivo, sendo difícil de se descrever, já que cada pessoa pode interpretar como bem entender. Uma forma encontrada por povos antigos e até mesmo por religiões mais estruturadas foi dar algumas características a seres das trevas que, claro, só praticam o mal. A seguir, há algumas das principais figuras que dão medo em muita gente!

Pazuzu

O rei dos demônios do vento, presente na mitologia assíria e babilônica, provoca secas, tempestades e infestação de gafanhotos, além de surtos de fome. Sua aparência costuma ser descrita como uma combinação de partes humanas e animais. Mas, segundo a demonologia cristã, ele é um dos responsáveis pelo inferno e um  diabo que faz a possessão de pessoas. É o responsável pela possessão ocorrida no filme O Exorcista (1973).

Fúrias

Presentes na mitologia greco-romana, as fúrias são deusas do submundo que personificam a vingança e a raiva de quem morre prematuramente . Costumam andar em grupo de três, vagam pela Terra e punem pessoas que fizeram um juramento falso. Dependendo da história, há uma descrição diferente da aparência dessas “fofas”, mas uma característica é unânime: elas são horríveis!

diabo

Foto: Shutterstock Images

Lúcifer

Visto como o símbolo do orgulho, Lúcifer é, talvez, um dos demônios mais conhecidos. Orgulhoso, o anjo enfrentou Deus, o que causou sua queda e a criação do inferno. Levou com ele quase um terço dos anjos celestiais. Recebe destaque na Bíblia.

Leviatã

Ex-serafim, é um dos anjos caídos mais poderosos. Acredita-se que seja responsável por fazer os homens tornarem-se hereges, além de promover a inveja. É mencionado na Bíblia e pode assumir várias aparências, como serpente, baleia e crocodilo, já que habita o mar.

Belzebu

Era um príncipe dos serafins, logo abaixo de Lúcifer na hierarquia. É considerado, inclusive, o braço direito de Lúcifer e segundo em comando do inferno. Responsável pela gula, tem sua imagem originada do deus da fertilidade Baal, idolatrado pelos cananeus, mas é considerado um falso ídolo pelos cristãos.

LEIA MAIS

Texto: Natália Negretti e Karina Alonso/colaboradora