ENTRETENIMENTO

5 clássicos do rock para curtir no fim de semana

Na próxima semana, celebra-se o Dia Mundial do Rock. Confira - e curta - aqui cinco dos maiores clássicos do rock de todos os tempos.

None
Led Zeppelin

por Redação Alto Astral
Publicado em 08/07/2016 às 12:25
Atualizado às 17:42

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Na próxima semana, celebra-se o Dia Mundial do Rock. Há quem goste e quem odeie com a mesma intensidade esse estilo musical, caracterizado por guitarras barulhentas, muitos gritos e um ritmo frenético. Por outro lado, ao longo de mais de 60 anos de existência, o rock se diluiu em inúmeras vertentes, algumas não tão barulhentas, como o rock sinfônico, que mescla elementos da música clássica com a intensidade roqueira e proporcionou a criação de alguns dos maiores clássicos do rock.

VEJA TAMBÉM

Parabéns, Ringo: confira os trabalhos do músico depois dos Beatles

26 anos sem Cazuza: conheça fatos inesquecíveis sobre o cantor

Outro estilo de rock que reserva boas surpresas para quem prefere músicas menos agressivas ou depressivas é o chamado rock clássico, que abriga bandas e artistas solo com pelo menos algumas décadas de estradas (muitos já mortos) e que fizeram músicas capazes de sobreviver ao desgaste do tempo. Entre as principais bandas (e artistas solos) clássicas, estão Led Zeppelin, The Who, Black Sabbath, Queen, Yes, David Bowie, Eagles, Rush e Deep Purple.

O Led Zeppelin em ação:

Led Zeppelin - clássicos do rock

Foto: Divulgação

Clássicos do Rock

Veja e curta no fim de semana pré-Dia Mundial do Rock, cinco clássicos inesquecíveis e, surpreendentemente, musicais e aqueça os motores sem estressar os ouvidos!

Começamos com uma das mais inovadoras canções do maior representante do Rock Clássico, o Led Zeppelin

Em seguida, que tal um pouco de Rush, a banda que reúne três dos melhores e mais completos músicos do universo roqueiro?

Agora, um pouco de calmaria e otimismo com o Yes, os “reis do rock progressivo”.

E essa bela canção do The Who, com uma boa dose de romantismo e a voz de Roger Daltrey, um dos melhores vocalistas de rock de todos os tempos.

E fechamos essa session com um emocionante clássico do “camaleão” David Bowie.

Texto: David Cintra