Quer descobrir por que você não está emagrecendo? A gente te explica!

Faz dieta, exercícios físicos e mesmo assim não sabe por que você não está emagrecendo? Sugerimos algumas atitudes que você precisa mudar na rotina!

emagrecer
Às vezes, pequenos hábitos da rotina que nem percebemos pode comprometer o processo de emagrecimento! FOTO: Shutterstock

Muita gente faz aquela dieta caprichada, mas perde pouco ou nenhum peso. “Só fechar a boca não significa que você vai realmente emagrecer. Hábitos errados e escolhas insensatas podem fazer com que o seu esforço seja em vão”, explica a nutróloga e médica ortomolecular Tamara Mazaracki. Entenda os erros mais comuns!

 

Seguir dietas da moda

Nenhum metabolismo é igual ao outro, então, não existe uma receita que funcione para todos. Dietas devem ser prescritas por um profissional após avaliação do caso específico. Cardápios muito restritivos podem até dar resultado no início, mas logo seu corpo se adapta e nada do ponteiro da balança baixar.

Economizar calorias no café da manhã

Pular esta refeição ou só tomar um cafezinho é o pior erro. Pesquisas mostram que um bom desjejum é essencial para a perda de peso. Seu corpo ficou em jejum de 8 a 10 horas após uma noite de sono, portanto, é essencial fornecer nutrientes para serem gastos na jornada diária.

emagrecer

Procure não se pesar com frequência. O ideal é estabelecer metas periódicas, como a cada 15 dias ou mês. FOTO: Shutterstock

Manter a mesma dieta, sempre

A monotonia alimentar é outro erro grave. Quanto mais variada a dieta, maior o número de nutrientes e melhor será o funcionamento do corpo. “A taxa metabólica depende de como as nossas células trabalham e, sem o combustível adequado, elas ficam lentas”, afirma Tamara. A diversidade ajuda no emagrecimento. Ou seja, coma frutas variadas, verduras, legumes, grãos, ervas e especiarias.

Consumir apenas light e diet

“Se estes produtos realmente ajudassem a emagrecer, nossos problemas estariam todos resolvidos. Além de calorias, eles contêm substâncias químicas que desaceleram o metabolismo. E, quando é light, você tem uma tendência a achar que pode comer à vontade”, ressalta a especialista. Se for para comer duas porções de algo light, melhor consumir uma porção pequena da versão tradicional.

Beber calorias

Refrigerantes e sucos podem ser uma fonte insuspeita de calorias. Suco de laranja é muito saudável, mas isso não quer dizer que você possa tomar dois ou três copos por dia. “O pior é que sucos não costumam matar a fome, aí a pessoa come um salgadinho para acompanhar. Na hora da refeição, jamais peça um suco ou refrigerante (mesmo light). Tome água ou uma xícara de chá sem açúcar. Deixe o suco de frutas frescas para o café da manhã”, ensina Tamara.

emagrecer

Se você deseja emagrecer, mesmo, procure um nutricionista. O profissional elaborará uma dieta com base em sua rotina e necessidades específicas. FOTO: Shutterstock

Abusar de cervejas e caipirinhas

“O álcool é o maior inimigo da perda de peso. Além de sobrecarregar o fígado, é puro carboidrato com calorias vazias, ou seja, sem nutrientes”, diz Tamara. Por não ter fibras, gorduras ou proteínas, a absorção do álcool é imediata, armazenando calorias em forma de gordura. Daí vem a famosa barriga de chope…

Não comer fibras

Feijão com arroz, legumes, saladas, frutas, pão integral e aveia e linhaça na vitamina ajudam a controlar o apetite, melhoram a função intestinal, reduzem a absorção de carboidratos e gorduras. “Isto se deve ao seu alto conteúdo de fibras solúveis e insolúveis, essenciais em qualquer dieta de sucesso”, enfatiza a médica.

Colocar muito sal na comida

O sódio contribui para a retenção de líquidos e o consequente inchaço, o que faz o peso disparar na balança. Além disso, o sal tem relação direta com o aumento da pressão arterial. As maiores fontes de sódio são os alimentos industrializados, embutidos (como salame e mortadela), conservas e lanches prontos, e é muito fácil ultrapassar o limite da ingestão diária recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é 1 colher (chá). Para não exagerar, capriche no uso de condimentos, ervas e especiarias, que ainda são ricos em nutrientes antioxidantes.

Fugir da atividade física

“Exercícios ajudam a queimar calorias, aceleram o metabolismo e aumentam o tecido muscular, que queima mais calorias do que o tecido gorduroso”, enumera a especialista. A atividade escolhida deve ser praticada de forma regular, de 4 a 5 vezes por semana. Vale caminhar, pedalar, nadar, correr, patinar, fazer musculação ou pilates.

 

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Tamara Mazaracki, nutróloga e médica ortomolecular

 

 

 

LEIA TAMBÉM