Em troca de um patrocínio

Há 30 dias atrás, aproximadamente, uma amiga minha chamada Tatiana me pediu um patrocínio para um novo jogo de uniforme do time de vôlei que ela participa. Tatiana e eu temos uma amizade há 20 anos, desde o tempo de colégio. Temos atualmente 34 anos, e devido a dificuldade de conseguir esse apoio ela resolveu […]

Por Anônimo - 13/01/2016

Há 30 dias atrás, aproximadamente, uma amiga minha chamada Tatiana me pediu um patrocínio para um novo jogo de uniforme do time de vôlei que ela participa.

Tatiana e eu temos uma amizade há 20 anos, desde o tempo de colégio. Temos atualmente 34 anos, e devido a dificuldade de conseguir esse apoio ela resolveu me pedir, pois tenho um comércio e sempre que posso ajudo os esportistas da cidade. Ela veio a primeira vez falar comigo acompanhada de uma amiga e infelizmente não nos encontramos, ela deixou a proposta e depois conversamos pelo whatsapp.

Tatiana ainda brincou comigo dizendo que sua amiga é uma delícia e estava de short curto, que eu perdi a oportunidade. Juro que fiquei excitado com isso.

Passados mais alguns dias ela me procurou novamente pelo whatsapp sobre a possibilidade de ajudá-las, pois realmente estavam precisando do patrocínio. Marcamos uma visita dela no meu trabalho para melhor apresentar a proposta e quem sabe eu puder ajudar.

Era uma terça-feira a tarde, por volta das 17:30 Tatiana chegou acompanhada de uma outra amiga diferente da primeira. O nome dela era Gabriela, linda e gostosa, talvez mais até do que a outra. Pedi para que entrassem na minha sala, começamos a conversar, pela amizade com Tatiana e também por um bom tempo que não conversávamos pessoalmente a conversa rendeu e, entre negociação e brincadeiras a parte, a hora foi passando e deu 18h.

Meus funcionários fecharam a empresa e fiquei com elas duas na sala conversando. Como as vezes eu e Tatiana ficávamos em papos sacanas entre nós por whatsapp, mesmo que por brincadeira, chegou um momento que o clima esquentou e passei a mão nas pernas da Tatiana.

Nisso a Gabriela disse que ficou com ciúmes e pediu para fazer o mesmo com ela, daí tirei proveito e entrei na brincadeira e acariciei Tatiana na nuca e pescoço e logo em seguida dizendo que teria que fazer o mesmo com Gabriela pra não gerar ciúmes. Daí em diante foi a realização de um sonho, transei com duas mulheres no meu escritório, chupei Tatiana e Gabriela ao extremo, elas fizeram um boquete duplo que nunca imaginei receber, enquanto eu deliciava a buceta de uma a outra chupava meu cacete e em cima da mesa gozei nos peitos e na boca das meninas que fizeram questão de engolir tudo. Depois disso tudo o patrocínio era o mínimo que poderia dar para agradecer as meninas, que prometeram vir mais vezes no meu escritório, só não disseram por qual motivo!