O Efeito Holofote e sua relação com o medo de ser julgado

Descrito pelos pesquisadores Thomas Gilovich, Victoria Medvec e Kenneth Savitsky, o Efeito Holofote sugere que nós superestimamos o impacto das nossas ações

mulher, com medo, aflita, efeito holofote
FOTO: iStock/Getty Images

Descrito pelos pesquisadores Thomas Gilovich, Victoria Medvec e Kenneth Savitsky, o Efeito Holofote sugere que nós superestimamos o impacto das ações que nosso cérebro interpreta como se estivessem, a todo o momento, sendo julgadas. Na verdade, as pessoas se preocupam menos com a suposta situação embaraçosa do que pensamos. Os pesquisadores, para chegar nesse resultado, vestiram alguns alunos da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, com camisetas constrangedoras. Cientes do que estavam vestindo, os estudantes circularam por um ambiente com outras pessoas e depois estimaram que quase metade dos presentes ali haviam notado a vestimenta.

mulher, com medo, aflita, efeito holofote

FOTO: iStock/Getty Images

Os resultados mostraram que menos de um quarto das pessoas realmente deu atenção à roupa. É claro que a possibilidade de causar um impacto negativo quando nos arriscamos a tomar certas atitudes existe — e você pode não se importar com isso. Mas, de qualquer forma, o fenômeno demonstra um fato interessante: tendemos a colocar um peso muito maior em nossas ações do que realmente acontece. Isso porque, obviamente, vemos tudo somente a partir da nossa perspectiva e cognição.

LEIA TAMBÉM

Texto: Angelo Matilha Cherubini