Saiba como se prevenir das doenças respiratórias no Outono

Otorrino alerta para possíveis causas das enfermidades nessa estação

doenças de outono
Foto: Shutterstock

Temperatura mais baixas, mudanças repentinas no clima e tempo seco colaboram para uma maior concentração de poluentes no ar. Como consequência, o corpo humano perde imunidade e fica exposto a proliferação de problemas respiratórios, muito comuns nas estações frias, chamadas de doenças de Outono e Inverno.

Não é a toa que os especialistas se preocupam com o crescimento significativo das enfermidades inflamatórias, alérgicas e crônicas como sinusite, rinite, gripe, asma, resfriado, amigdalite, entre outras mais. Para a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF),  é comum que os casos aumentem em cerca de 40% nesses períodos.

Por isso, é essencial ficar atento aos sintomas comuns, presentes tanto em crianças quanto em adultos. Dentre eles estão: tosse, coriza, espirros, dores no corpo, obstrução nasal, febre, mal-estar geral e falta de apetite.

Para se prevenir das doenças de Outono, o otorrinolaringologista Eduardo Landini Lutaif Dolci, em entrevista ao Portal Alto Astral, separou oito dicas e hábitos para realizar no dia a dia.

Ações simples para se proteger das doenças de Outono

Evite a propagação de problemas respiratórios com algumas atitudes básicas, mas que farão toda a diferença na sua rotina.

Evite locais fechados

Segundo o especialista, ficar em ambientes com pouca circulação de ar contribui para o aumento no número de casos ou piora de quadros. “Crianças e idosos são bastante afetados pelas doenças de Outono, uma vez que os mais novos tem o sistema imunológico ainda em desenvolvimento e os mais velhos, geralmente, apresentam imunidade fraca“.

Hidrate-se

Beba água! Segundo Eduardo, o simples fato de beber o líquido evita a desidratação e ressecamento das vias respiratórias. “Leve sempre uma garrafa de água para qualquer lugar que você vá“, aconselha.

Deixe o Sol entrar

Abrir as janelas da sua casa vai permitir que o ar seja constantemente renovado, podendo evitar que vírus como o da gripe esteja por perto. Ambiente fechado ajuda na proliferação de doenças, então é melhor evitar.

Limpe seu nariz

Se você aplicar soro fisiológico dentro de suas narinas várias vezes ao dia, vai evitar o ressecamento da região, além de alguns efeitos colaterais que os antialérgicos podem causar. “Essa simples atitude diminui a frequência na qual as reações alérgicas, resfriados, gripes e sangramentos aconteçam“, afirma o médico.

Mais umidificadores, menos espirros

Caso você não tenha aquele umidificador de ar profissional em sua casa, você pode deixar uma bacia de água bem cheia no seu quarto, escritório ou em qualquer lugar que está. A ideia é que a água deixe o ambiente mais úmido, evitando o ressecamento das suas vias aéreas.

Vale ressaltar que o aparelho deve ficar ligado por apenas 1 ou 2 horas no máximo. Umidade do ar em excesso também pode ser prejudicial a saúde, por ampliar a proliferação de fungos e ácaros.

Lave as roupas

Sabe aquelas roupas que você e sua família não usam há um bom tempo? O recomendável é que todas elas sejam lavadas antes do uso. Tirar os odores, ácaros de pijamas, moletons, casacos e edredons pode evitar crises alérgicas.

Adeus, sujeira

Os agentes infecciosos das doenças de Outono adoram ambientes empoeirados e sujos. Por isso, é essencial manter tapetes, roupas de cama, mesa e banho, brinquedos, objetos de decoração, móveis, cômodos e áreas externas bem limpos ao longo dos dias. “Passar um álcool 70% pode matar bactérias e germes que ficam presos por horas nas superfícies“, explica Eduardo.

Alimentação saudável

Em muitos casos, a baixa imunidade é causada pela falta de algum nutriente e vitamina no corpo. Para fazer uma reposição constante e eficiente, o consumo de frutas, legumes e verduras é indispensável. Além de manterem um prato mais equilibrado, também ajudam a manter o metabolismo funcionando normalmente.

O especialista dá dicas de comestíveis da estação: “Abóbora, brócolis, batata-doce, espinafre, rúcula e berinjela são apenas alguns alimentos que são a cara do Outono e podem ser facilmente encontrados no mercado“.

Lavar as mãos

Com a pandemia de coronavírus, mais do que nunca o hábito de lavar as mãos se tornou tão necessário. “Faça assim que chegar da rua, após pegar um transporte público e entrar em contato com alguém ou algo contaminado. Dessa forma, é possível eliminar vírus e outros agentes infecciosos causadores de doenças respiratórias“, conclui Eduardo. Utilizar álcool em gel também está valendo!

Leia também: