Mais tempo em dispositivos digitais: menos chances de fazer lição de casa

Pesquisa recente mostrou que os dispositivos digitais, como celulares, computadoras, entre outros, realmente atrapalham as crianças no dever de casa

criança estudando
Foto: Shutterstock

Volta às aulas significa encarar novamente as obrigações com os estudos. Afinal tarefas, trabalhos e provas requerem um tempo da rotina, não é mesmo? Porém, um grande vilão pode atrapalhar: o vício em dispositivos digitais. Eles acabam ocupando bastante tempo dos estudantes. Inclusive, uma pesquisa descobriu a relação entre o tempo gasto assistindo TV, jogando videogame ou usando smartphone e tablet e as chances de uma criança não terminar o dever de casa.

 

criança estudando

Foto: Shutterstock

 

Crianças que passam de duas a quatro horas por dia usando dispositivos digitais, sem contar o uso escolar, têm 23% menos chances de sempre ou geralmente não terminar a lição de casa, em comparação com as crianças que passam menos de duas horas consumindo mídia digital. Para realizar o estudo, os pediatras da Brown University School of Public Health analisaram o uso das mídias digitais pelas crianças para entender melhor como ele se relaciona com o bem-estar positivo, que pode ser medido por comportamentos e características, incluindo diligência, a conclusão de tarefas e relacionamentos interpessoais.

 

Os pesquisadores descobriram que 31% dos entrevistados estavam expostos a menos de duas horas de mídias digitais, incluindo assistir televisão, usar computadores, jogar videogame, usar tablets e smartphones ou usar outros dispositivos para outros fins que não o trabalho escolar por dia. “Para cada duas horas adicionais de uso de mídia digital combinada, por dia, houve uma diminuição estatisticamente significativa na probabilidade de sempre ou geralmente não completar o dever de casa”, afirma o pediatra e homeopata Moises Chencinski. Crianças que passavam de quatro a seis horas usando mídias digitais apresentavam 49% menos chances de nunca terminar sua lição de casa.

 

menina usando o computador

Foto: iStock.com/Getty Images

Outras consequências…

Os autores também encontraram uma relação semelhante entre a exposição à mídia digital e outras ações medidas na infância, como completar tarefas que são iniciadas, mostrar interesse em aprender coisas novas e manter a calma quando confrontado com desafios. Moises Chencinski destaca que é importante que pais compreendam que, quando seus filhos estão expostos às várias formas diferentes de mídia digital, a exposição combinada total está associada a diminuições em uma variedade de medidas de bem-estar.  O interesse em aprender coisas novas e manter a calma quando desafiado ficam comprometidos.

Consultoria Moises Chencinski, pediatra e homeopata 

Leia também: