Conheça os direitos e os deveres dos trabalhadores autônomos

Entenda as diferenças entre profissionais autônomos e liberais

Por Mayara Castro - 21/10/2016
Dinheiro, notas de 50, carteira de trabalho

FOTO: istok.com

Pintores, faxineiros, encanadores, pedreiros, advogados, médicos, todos esses são trabalhadores autônomos e, apesar de não terem nenhum vínculo empregatício com outras empresas, precisam tomar certos cuidados para não infringirem as leis. Você conhece pouco sobre o assunto?

instituição do salário mínimo, getúlio vargas

FOTO: IStock/ Getty Images

Confira e esclareça várias dúvidas sobre esse tipo de trabalho!

Autônomo x Liberal

Os termos de trabalhadores autônomo e liberal são facilmente confundidos. Acontece que nem todo liberal é autônomo e nem todo autônomo é liberal. O trabalhador autônomo é aquele que não é subordinado de nenhuma empresa e, portanto não tem patrão. Ele exerce seu trabalho por conta própria. Já o profissional liberal é graduado e exerce sua função com autonomia, mas pode ou não estar vinculado à outras empresas.

Os tipos de trabalhadores autônomos

Basicamente, existem dois tipos de trabalhadores autônomos: os que têm profissão regulamentada, como advogados, médicos, contabilistas, engenheiros e nutricionistas; e os que não têm, como encanadores, pintores, faxineiros e pedreiros.

Mulheres, lindas, trabalhadoras, ambiente de trabalho

Istock

Inscrição no INSS

Todo trabalhador que exerce atividade remunerada e não possui registro na Carteira de Trabalho, como é o caso dos trabalhadores autônomos, deve fazer a inscrição no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e contribuir para a Previdência. Dessa forma, o trabalhador garante o acesso aos benefícios oferecidos pelo INSS, que são:

-Aposentadoria por idade;
-Aposentadoria por invalidez;
-Aposentadoria por tempo de contribuição;
-Aposentadoria especial;
-Auxílio-doença;
-Salário maternidade;
-Auxílio-reclusão;
-Pensão por morte.

Fonte de consultoria: Guia Sebrae do Profissional Autônomo

LEIA TAMBÉM