Dieta eficaz: evite pequenos erros que podem atrapalhar o emagrecimento

Você mantém a disciplina e mesmo assim percebe que a perda de peso é lenta? Confira as dicas da nutricionista Carolina Yumi

Foto de uma mulher sentada em uma cadeira com uma mesa na frente. Na mesa há um prato com uma fatia de pão e um copo com água. Ela veste uma blusa rosa e está com o rosto apoiado em sua mão esquerda, olhando pensativa para o pão. A foto ilustra a matéria que fala sobre uma dieta eficaz
Por Ana Letícia Carvalho - 10/10/2018

Foto: Shutterstock Images

Durante o processo de emagrecimento, adotar uma alimentação saudável e com baixo índice calórico representa 70% dos resultados. Mas, onde buscar os 30% que faltam para alcançar plenamente a forma física desejada? Carolina Yumi Yoshikawa, nutricionista da academia Limão Tênis, revelou truques para você turbinar o alcance da barriga lisinha com uma dieta eficaz. Confira!

Coma de 3 em 3 horas!

Passar longos períodos em jejum, embora pareça sinônimo de ingerir menos calorias, frequentemente, provoca o efeito rebote no organismo, desencadeando uma posterior compensação calórica. O hábito “causa hipoglicemia e estresse. E, nosso corpo responde a isso com sinais de fome exagerada e vontade por alimentos mais calóricos (gordurosos e açucarados)”, alerta Carolina. Portanto, quando for passar longos períodos fora de casa, carregue na bolsa uma opção magrinha, como frutas ou iogurtes desnatados.

Mastigue sem pressa!

Mesmo com a correria do dia a dia, reservar um horário e um local tranquilo para fazer as refeições é fundamental para uma dieta eficaz. Comer com pressa provoca a fermentação dos alimentos mal digeridos. “Essa fermentação forma gases que, consequentemente, causam desconforto abdominal, dor e sensação de estufamento”, explica a nutricionista.

Fuja do sedentarismo!

Para reduzir a gordura corporal e, assim, os quilinhos acumulados no abdome, é necessário gastar mais energia do que a consumida. Abdominal, exercícios aeróbicos e até mesmo os treinos para aumento de massa magra são válidos. “O ganho de músculos favorece a perda de gordura, pois o tecido muscular gasta mais energia que o tecido de gordura para se manter vivo”, conta a profissional. Além disso, com a infinidade de atividades disponíveis, cuidar do corpo exercitando-se pode facilmente se tornar um hobby.

Consultoria: Carolina Yumi C. Yoshikawa, nutricionista da Academia Limão Tênis, de São Paulo (SP), www.limaotenis.com.br | Texto: Redação Alto Astral

LEIA TAMBÉM