Viajante de luxo: dicas de viagem para não fazer feio em cruzeiro

As viagens de cruzeiro chegaram de vez no Brasil - e caíram no gosto popular. Com boas condições de pagamento, ela pode ser uma boa opção para suas férias.

foto de um cruzeiro em alto mar
Viajar de cruzeiro é ideal para quem procura muita festa e agitação. Foto: Pixabay / CC0 Public Domain

Pensando em fazer uma viagem e acabou optando por um cruzeiro? Saiba que essa forma de viajar está em alta há alguns anos no Brasil e pode ser uma boa escolha. Para não ter erro durante os momentos de lazer e curtição, separamos algumas dicas da especialista em etiqueta Gloria Kalil para você aproveitar plenamente o seu cruzeiro.

De olho no cartão: Ao embarcar em um cruzeiro, você recebe um cartão, também chamado de guest card. Nele costuma constar informações como seu nome, data de chegada e saída, além de uma tarja magnética para registrar sua entrada e saída do navio em cada parada. O cartão também registra seus gastos, tornando-se uma espécie de cartão de crédito dentro do navio.

Comida e bebida: Geralmente, os cruzeiros seguem um esquema semelhante aos resorts, o “all-inclusive”, com refeições incluídas no pacote e consumo pessoal e bebidas à parte. Mas há também companhias que optam pelo “open bar”, onde o consumo de bebidas é à vontade.

Atrações: além das atrações e eventos inclusos no pacote, as viagens de cruzeiro costumam contar com uma infinidade de atrações pagas à parte, como spa, cibercafé, serviço de quarto 24 horas, entre outros. Por isso, se você tem desejo de utilizar esses serviços, reserve um dinheiro a mais.

Cabines prime: Os navios possuem algumas poucas e seletas cabines de luxo, com preços bem mais elevados. Nelas, geralmente constam atrativos como varanda e piscina privativa, mordomo e serviço de quarto 24 horas.

Bagagem: Como regra geral, normalmente não existem limites de bagagem para se levar em um cruzeiro. No entanto, quanto mais malas você levar, mais apertado você e seu(s) acompanhantes(s) ficarão na cabine.

Olhe o mapa do navio: Os navios costumam ser muito bem sinalizados internamente, com placas indicando atrações, atividades e as próprias cabines. Apesar disso, é sempre bom gastar uns minutos estudando o mapa do navio, para evitar se perder e acabar gastando tempo entre idas e vindas pelos corredores.

Refeições: Haverá milhares de pessoas além de você no navio. Por isso, um jantar pode demorar, ainda mais se for em formato de bufê selfie-service. Tenha paciência e aproveite o momento para colocar o papo em dia.

Não confunda as coisas: os funcionários, por mais simpáticos e amigáveis sejam, estão lá a trabalho. Querer forçar a amizade ou pedir favores à eles pode acabar prejudicando o trabalho deles.

LEIA TAMBÉM