Saiba como faturar vendendo docinhos caseiros

Quer começar um pequeno negócio para ganhar um dinheirinho extra mas não sabe como? Aprenda o passo a passo para empreender!

mulher com uma nuvem de pensamentos e ideias acima da cabeça.
Antes de começar a vender docinhos caseiros é importante que você pense em todos os aspectos da produção! Foto: Shutterstock

Muitas pessoas têm habilidades na cozinha e, quando preparam algum doce, recebem vários elogios de amigos e parentes. Se você se identifica com essa situação, já deve ter ouvido sugestões para começar a vender os docinhos que faz. O único problema: você não sabe como abrir seu próprio empreendimento. Confira as dicas do Sebrae que separamos para você fazer sucesso vendendo docinhos caseiros! Em primeiro lugar, planeje-se!

Vender docinhos requer que você defina as quantidades, sabores e formatos que produzirá. Mas, antes de começar a preparar os quitutes para vender, você precisa delimitar alguns detalhes do seu negócio:

Quais são seus pontos fortes?

Cada doceira tem uma facilidade maior em fazer algum tipo de receita, e descobrir suas habilidades ajuda a delimitar os docinhos que você vai produzir, por exemplo.

mulher colocando uma moeda em um cofre de porquinho com uma calculadora ao lado.

Antes de investir é preciso planejar-se para não ficar no prejuízo! Foto: Shutterstock

Que público-alvo irá comprar os seus docinhos caseiros?

É necessário conhecer o mercado e pensar para que pessoas pretende vender seu produto. As possibilidades são muitas! Desde vender unidades de docinhos para os colegas de trabalho ou de faculdade até vender o cento de docinhos caseiros para festas por encomenda. Também existe a possibilidade de vender os doces na rua ou de oferecer uma quantidade de doces para lojas como restaurantes, padarias e cafeterias. Essa decisão ajuda a definir a quantidade de ingredientes que você vai precisar para começar seu empreendimento.

Você tem capital para investir?

Também é necessário traçar um planejamento financeiro e definir, por exemplo, quanto dinheiro tem disponível para a produção dos docinhos e se pretende vender somente à vista ou também a prazo.

Monte o cardápio

O número e a variedade de docinhos que você vai oferecer dependem das receitas que você faz melhor e que fazem mais sucesso com os clientes. Uma boa ideia é começar com uma variedade grande, descobrir os sabores preferidos do público e diminuir o cardápio com o tempo, retirando os sabores menos populares.
Outra ideia é fazer uma análise da concorrência antes de definir o que vai vender. Pesquise, em sua cidade, os tipos de docinhos caseiros que as confeitarias e doceiras costumam produzir.
Aposte nas receitas mais pedidas, mas não se esqueça de incluir em seu cardápio pelo menos um sabor que seja o diferencial do seu negócio.

Reserve tempo para tudo

O próximo passo é programar o tempo que vai passar na cozinha. Fica mais fácil determinar a quantidade de docinhos que você vai precisar se já souber para que público irá vender. O ideal, se estiver sozinha, é ver quanto consegue produzir por dia ou por semana e, depois, se a demanda crescer muito, conseguir ajudantes.

docinhos caseiros em forminhas de papel. Eles estão decorados com confeitos diferentes.

Monte o seu cardápio de docinhos caseiros com os sabores preferidos dos clientes! Foto: Shutterstock

Contabilize os gastos

Para definir os preços de cada docinho, você precisa colocar na ponta do lápis o gasto com todos os ingredientes utilizados na execução e na decoração da receita. Adicione também cerca de 20% do valor dos ingredientes. Essa porcentagem é referente aos gastos fixos que você tem, como água, gás e energia.
Não se esqueça de valorizar sua mão de obra! Somando todas as despesas, calcule uma margem de lucro que varie de 20 a 100%. Se for vender docinhos por unidade, o lucro pode ser de até 300%. Você também pode se basear nos preços da concorrência para determinar o seu. Assim, seu negócio não fica defasado e você não perde clientes para quem vende mais barato.

Conquiste os clientes

No começo, é difícil montar a clientela. Que tal começar seu empreendimento oferecendo degustação gratuita dos quitutes em eventos de amigos e familiares? Não se esqueça de distribuir cartões ou panfletos com seus contatos. Depois, é manter os clientes com bom atendimento, preço justo e produto de qualidade. A tática de oferecer amostras grátis também funciona se seu ponto de venda for outro, como o escritório, a escola, a faculdade, restaurantes ou até na rua. Neste último caso, é importante que você pense também em escolher um local bem movimentado e que não se esqueça de embalar bem os docinhos para conservá-los!

 

LEIA TAMBÉM: