Dicas valiosas para não errar na decoração do quarto de bebê

Gerar uma vida é sinônimo de amor e união. Confira como transmitir esses sentimentos aos pequeninos com a decoração do quarto de bebê

decoração do quarto de bebê
Foto: Eduardo Hamanaka Dus Mandell

Gerar uma vida é sinônimo de amor e união, e para transmitir esse sentimento, nada melhor que planejar com sabedoria a decoração do quarto de bebê. Confira as dicas dos arquitetos Nadja Bonan e Maurício Ruoppoli para receber bem os pequeninos que acabaram de chegar ao mundo.

Dica 1: defina um estilo

As infinitas opções de móveis do mercado podem gerar dúvidas, portanto é importante se preparar e pesquisar referências de acordo com os gostos pessoais e as tendências. Definido um estilo – moderninho, descolado, clássico ou provençal, por exemplo –, e os tons que serão a base da paleta de cores, fica muito mais simples escolher os demais itens. “O uso de gavetas com cores distintas ou fazendo degradê de cores é tendência. As composições de quadros, nichos, prateleiras, luminárias e esculturas em paredes torna o ambiente descontraído”, indica a arquiteta Nadja Bonan.

Dica 2: cuide da circulação

“Para decorar um quarto de bebê com praticidade, a primeira coisa que devemos levar em consideração é ter tudo a mão e facilitar ao máximo a circulação”, explica Nadja. A tarefa pode parecer difícil, principalmente em ambientes pequenos, mas a longo prazo tornará a rotina com o bebê mais simples.

Dica 3: pense em como as cores influenciam o humor

As cores apresentam influência direta sobre as pessoas, afetando sono, apetite e até o humor. Elas podem ser ativas, passivas ou neutras. Cores quentes, por exemplo, devem ser combinadas com as neutras para criar harmonia e não sobrecarregar o ambiente com excesso de informação.

Dica 4: multiplique funções na decoração do quarto de bebê

Quartos pequenos são ambientes perfeitos para investir em soluções de mobiliário multifuncional. Investir em nichos para comportar os diferentes objetos, principalmente próximo ao berço, é primordial para os anos iniciais da criança.

Consultoria: arquitetos Nadja Bonan e Maurício Ruoppoli/Divulgação 

LEIA TAMBÉM: