Dicas para melhorar a convivência em família

É fundamental manter a boa convivência dentro de casa. Confira algumas perguntas e respostas para lidar com esse problema!

Família com bebê recém-nascido
FOTO: Shutterstock

A rotina, o trabalho e as obrigações podem ser muito cansativas para todos, mas é fundamental manter a boa convivência dentro de casa. A pedagoga Inês Reingenheim respondeu algumas perguntas e deu dicas sobre como lidar com dificuldades comuns entre os pais:

Família feliz com filho

FOTO: Shutterstock

1. Como fazer para que eles fiquem mais calmos?

Primeiro observe se há algum fator que está deixando a criança momentaneamente ansiosa.
DICA: procure entreter seu filho com atividades que o interessem. Lembre-se que os adultos suportam mais a vida sedentária que as crianças: elas precisam extravasar através de atividades físicas. Esportes ou passeios são indicados.

2. Como lidar com um filho que não me respeita?

Às vezes, os pais dão ordens só para deixarem claro que são eles que dominam a casa. A criança vai crescendo e percebe isso, então, não acha que precisa respeitar esse tipo de ordem.
DICA: procure sempre negociar com seu filho em compreensão mútua. E lembre-se que você também tem que cumprir o combinado à risca.

3. O que faço para ser amiga da minha filha?

Mãe e amiga são coisas diferentes. Existe mãe próxima, que tem que ser companheira sem invadir a privacidade dela. Não pode querer saber tudo, tem coisas que ela quer dividir com as amigas e não com a mãe.
DICA: invista na relação com a menina desde pequena. Compartilhe coisas, busque afinidades, dedique tempo a ela. Essa vivência é construída dia após dia e é difícil, pois a mãe também tem que frear e impor limites.

4. Meu filho não se interessa por nada, a não ser ficar em frente ao computador.

Analise por que ele chegou a esse ponto. Muitas vezes, o jovem fica sozinho e tem que fazer alguma coisa no seu tempo livre. Aí, o computador lhe faz companhia.
DICA: em um momento de calma, converse com seu filho sobre outras opções de lazer e comece a negociar por menos tempo na frente do computador. Logicamente, no começo, ele pode não gostar, mas não se deixe intimidar por essa má vontade.

5. Como parar as brigas dos filhos?

As brigas entre irmãos são um jogo da vida e, dentro de determinados limites, até ajudam. Mas, se caem no exagero, alguma coisa está errada.
DICA: observe se não está comparando seus filhos, mesmo sem perceber. Não atice a competição entre eles e não tome partido, fazendo com que se entendam sozinhos.

Fonte: Inês Reingenheim, pedagoga e diretora da escola Passatempo, de São Paulo. Texto: Adriana Serrano/Colaboradora Revisão: Carolina Guidio Cachoni

LEIA MAIS