7 dicas para estimular a independência e o desenvolvimento das crianças

Estimular a independência das crianças contribui para o desenvolvimento delas. Confira 7 dicas simples para estimular seu filho no dia a dia!

Mulher ensinando criança a pintar
FOTO: iStock

Os pais têm papel fundamental para estimular a independência e a autonomia das crianças. Hoje, com a rotina corrida, pequenas tarefas como calçar um sapato, tomar banho e escovar os dentes, por exemplo, são feitas pelos pais e não pelas crianças. Embora pareça inofensivo, isso pode gerar atrasos no desenvolvimento, com impactos no desempenho escolar.

Mulher ensinando criança a pintar

FOTO: iStock

O que dizem os especialistas

A terapeuta ocupacional Bruna Mazetto, que integra a equipe interdisciplinar da NeuroKinder, clínica especializada no desenvolvimento infantil, explica que na prática diária é cada vez mais comum receber em seu consultório crianças que não sabem realizar tarefas simples, como amarrar o cadarço de um tênis, aos oito ou nove anos de idade, por exemplo. “Vemos muitas crianças com atraso na coordenação motora, além de atrasos cognitivos e sensoriais. As atividades da vida diária favorecem o desenvolvimento em muitos aspectos. Amarrar um cadarço ajuda a desenvolver a coordenação motora fina, a mesma usada para escrever ou desenhar”, explica Bruna.

Confira 7 dicas para estimular a independência das crianças no tempo certo:

1. Comer com talheres

Os pais devem incentivar o uso de talheres, como colheres e garfos, entre os 12 e 18 meses. Antes disso, os pais podem incentivar que a criança coma com as mãos, pois o tato é fundamental na hora da comida. Entretanto, somente por volta dos três ou quatro anos é que a criança será capaz de se alimentar sozinha por completo. Antes disso é sempre importante ter a supervisão de um adulto.

Criança comendo com colher

FOTO: Glow Images

2. Vestir-se

A partir dos 12 meses, a criança pode apresentar interesse em tirar ou em colocar sapatos ou meias, por exemplo. A partir dos dois anos, essa habilidade vai se aprimorando e os pais podem incentivar a criança a colocar os sapatos ou a tirá-los, assim como outras peças de roupa. Entre três ou quatro anos, o ideal é que a criança já consiga se vestir ou se despir sozinha. Atenção: também é importante ensinar a abrir e a fechar botões e zíperes, bem como a amarrar os cadarços, pois essas atividades são fundamentais para o desenvolvimento da coordenação motora fina.

3. Escovar os dentes

O ideal é começar a ensinar por volta dos 12 meses, porém a criança só vai conseguir escovar os dentes sozinha por volta dos três ou quatro anos. Recomenda-se que a atividade seja supervisionada até os sete anos para garantir que a higiene bucal tenha sido feita de forma adequada.

4. Lavar as mãos

A lavagem das mãos é muito importante para prevenir a contaminação por micro-organismos. Os pais podem ensinar a criança a partir dos 12 meses e espera-se que ela já consiga lavar as mãos sozinha por volta de um ano meio a dois anos.

5. Banho

A criança pode começar a tomar banho sozinha a partir dos seis anos. Antes disso, é importante supervisionar ou ajudar nessa tarefa.

Bebê com toalha na cabeça

FOTO: Liquid Library

6. Usar a privada

O desfralde ainda é muito desafiador para os pais. Muitas crianças conseguem sair das fraldas por volta dos 18 meses, outras demoram um pouco mais, sendo que o processo pode se arrastar até os dois anos e meio. Porém, a partir de três anos e meio, se a criança não conseguir desfraldar, é importante buscar ajuda de uma terapeuta ocupacional.

7. Limpar-se depois do cocô

Limpar o xixi é fácil, mas nem sempre é tão simples limpar-se depois do cocô. O ideal é orientar e supervisionar, mas espera-se que a partir dos cinco anos os pequenos já tenham desenvolvido essa habilidade.

LEIA MAIS