Dicas para higienizar e conservar os alimentos corretamente!

Entenda por que a conservação, a higiene e o armazenamento correto dos alimentos influenciam, e muito!, na sua dieta detox!

mulher lavando alimentos
Foto: Shutterstock Images

As hortaliças e alimentos naturais são ideais para toda dieta, mas ganham destaque quando o objetivo é o detox. No cardápio, sucos, saladas, sopas e receitas variadas garantem refeições levinhas e nutritivas, perfeitas para quem quer enxugar alguns quilinhos na balança. No entanto, a boa conservação dos alimentos que ingerimos tem papel determinante na sua qualidade nutricional, pois influencia diretamente no processo de detoxificação do corpo, em que há uma “faxina” das toxinas e elementos nocivos à saúde. Consultamos a chef Letícia Vilardo, que mostra como é possível garantir todos os benefícios do que comemos com algumas práticas simples. Confira!

mulher lavando alimentos

Foto: Shutterstock Images

Como escolher os alimentos?

Não apenas a verdura, mas também as frutas e legumes merecem atenção na hora da compra. “Quanto mais fresco o alimento for, melhor; já quanto mais machucado e deteriorado, mais oxidado ele estará, o que significa que sua função antioxidante regenerativa estará comprometida”, ressalta a profissional. Portanto, todos as receitas devem sempre ser feitas a partir de verduras, hortaliças e frutas saudáveis.

SAIBA MAIS

Entenda os benefícios por trás da cor de cada alimento!

Veja a maneira correta de congelar cada ingrediente!

Sem desperdício: saiba como aproveitar a sobra do alimento em outra receita!

Higienize os ingredientes corretamente!

Para prevenir doenças e infecções causadas por germes e bactérias, Letícia orienta lavar primeiro os vegetais em água corrente para remover terra e sujeiras. Depois, deixá-los de molho de 15 a 20 minutos em um recipiente contendo água com cloro. “Uma colher de água sanitária para cada litro de água é suficiente. Lembrando que devemos sempre observar se a água sanitária tem registro no Ministério da Saúde”, alerta a chef. Em seguida, passe-os novamente em água corrente e deixe escorrer, assim estarão prontos para guardar ou serem consumidos.

Aprenda a conservar os alimentos!

O calor, a luz e o oxigênio são os grandes vilões da conservação dos alimentos. Por isso, a maioria deve ser mantida em geladeira, em recipientes vedados e protegidos do sol e da luz direta. Entretanto, alguns vegetais se conservem melhor em temperatura ambiente, como é o caso do tomate, banana, batata, cebola, alho e berinjela. “A umidade também pode influenciar negativamente em alguns casos, por isso, recomendo sempre envolver as folhas verdes, por exemplo, em camadas de papel-toalha e trocá-los quando necessário”, indica Letícia.

Texto: Larissa Faria | Consultoria: Letícia Vilardo, chef e coautora do livro Alimentos Funcionais – A Prevenção Começa na Mesa (Editora Pandorga)