8 dicas para ter uma noite de sono perfeita

Confira uma seleção completa de dicas que vão fazer você ter uma ótima noite de sono e nunca mais sofrer com problemas para dormir bem

8 dicas para ter uma noite de sono perfeita
FOTO: iStock.com/Getty Images

Dormir, além de ser uma das melhores atividades possíveis para se recuperar do cansaço físico, também faz um bem danado para o cérebro e habilidades como a memória. Por isso, se você sofre com problemas como a insônia, que impedem aquela noite de sono perfeita, selecionamos com a ajuda da neurologista Silvana Frizzo algumas dicas que podem dar aquele empurrãozinho para conseguir dormir bem. Confira!

8 dicas para ter uma noite de sono perfeita

FOTO: iStock.com/Getty Images

8 dicas para uma noite de sono perfeita

Respeite a quantidade de sono exigida pelo seu organismo. Experimente, durante o período de férias, quando estiver sem obrigações, ver quantas horas você costuma dormir para acordar naturalmente descansado;

– Cerca de uma hora antes de ir para a cama, fique longe da televisão, computador, celular ou videogame. Seus estímulos luminosos excitam o cérebro e prejudicam a secreção de melatonina, hormônio que induz ao sono. Por isso, ter uma televisão no quarto acaba tornando-se uma armadilha;

Deite-se na cama somente quando realmente estiver com sono. A partir daí, deixe de lado outras questões, como problemas no trabalho;

– Certos alimentos como café, chá preto e guaraná possuem propriedades estimulantes. Evite-os no espaço de três horas antes de dormir;

Sonecas durante o dia não estão proibidas, desde que não ultrapassem a duração de 30 minutos;

– Praticar ao menos meia hora diária de exercícios físicos também ajuda. Entretanto, procure realizá-los antes das 19 horas, para diminuir a agitação que provocam no corpo;

– Um ambiente confortável é indispensável para relaxar por completo. Cortinas grossas deixam o quarto mais escuro e, no caso de barulhos, protetores de ouvido poderão ajudar;

Ao acordar, abra as cortinas e janelas, de modo que o local fique claro e o cérebro entenda que é hora de despertar.

 

LEIA TAMBÉM

 

Texto: Marcelo Ricciardi/Colaborador – Edição: Victor Santos
Consultorias: Eduardo Barreto, neurocirurgião membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, da Sociedade Brasileira de Coluna e da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor; Silvana Frizzo, neurologista da clínica Medprimus, em São Paulo (SP).