Saiba quais são as dicas essenciais para quem quer viajar a Portugal (Parte I)

Algumas dicas são essenciais e podem facilitar a sua vida durante a viagem a Portugal.

Por Vinicius Galico - 14/12/2017

Foto: Flickr

Se você tem o sonho de viajar a Portugal e conhecer um pouco mais da vida e da cultura dos nossos “patrícios”, então é bom se preparar bem. Afinal, ao fazer uma viagem para outro continente é sempre necessário estar preparado e com o planejamento bem organizado, para que tudo corra de melhor forma. Confira a seguir algumas dicas essenciais para viajar até Portugal.

Quando ir

Se você gosta de calor, a melhor época para visitar Portugal é no pico do verão, nos meses de julho e agosto, quando as temperaturas podem se aproximar dos 40ºC em algumas regiões. Por outro lado, esses são os meses considerados de alta temporada, com preços que acompanham a demanda. O meio termo são os meses de abril, maio, junho, setembro e outubro, com clima mais ameno. Já para quem prefere um clima mais frio, o melhor período é de novembro a fevereiro. Dá até para curtir um pouco a neve na Serra da Estrela. No Norte do país, as temperaturas caem bastante no inverno, que é também a época mais chuvosa. Por isso, se não quiser pegar muitos dias nebulosos, prefira ir em fevereiro, março e abril.

Documentos

Não há necessidade de visto para os turistas brasileiros entrarem em Portugal, desde que a permanência não ultrapasse três meses. No entanto, isso não dispensa algumas formalidades ,como apresentar o passaporte e comprovar a reserva de hotel. Também, em alguns casos, é preciso provar que possui meios financeiros para arcar com a estadia (€75 por entrada mais €40 por dia). A comprovação pode ser por travelers cheques, depósito bancário ou cartão de crédito internacional. Na alfândega, é tranquilo. São feitas apenas algumas perguntas e, rapidamente, o turista é liberado. Daí, é só começar a viagem.

Transporte

O transporte público em Portugal é bastante eficiente. Em Lisboa ou no Porto, fazer os passeios usando os eléctricos (bondes) ou ônibus é um ótima opção. Compre os bilhetes antecipadamente para economizar. A capital possui quatro linhas de metrô, enquanto o Porto tem seis linhas e 80 estações. É possível comprar bilhetes múltiplos, mais econômicos. Os táxi não são caros, mas vale ficar atento. Assim como no Brasil, alguns motoristas são mais espertos e podem cobrar mais por um percurso realizado.

Ao volante

Se pretende dirigir lá, a boa notícia é que a CNH brasileira vale em Portugal por um período de seis meses. Mas vá preparado para enfrentar um trânsito complicado na capital e nas cidades maiores como o Porto. As estradas são, na maioria, bem cuidadas e pedagiadas. Caso cometa alguma infração, saiba que terá que pagá-la na hora. Carros estacionados em locais proibidos ou desrespeito com o pedestre podem causar muita dor de cabeça! Nas cidades, existem poucas vagas para estacionar, mas Porto e Lisboa possuem uma rede de estacionamentos subterrâneos, embora sejam mais caros.

Gostou das dicas? Então fique ligado, pois semana que vem iremos publicar a segunda parte da matéria, com mais dicas para aproveitar a estadia nem Portugal.

LEIA TAMBÉM