Filhos com TDAH: saiba como lidar

A ajuda de familiares no tratamento de pessoas com TDAH garante melhor qualidade de vida

None

por Redação Alto Astral
Publicado em 14/08/2014 às 08:39
Atualizado às 13:03

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O diagnóstico desse transtorno é um processo que envolve diversos aspectos, sendo que problemas biológicos variados podem contribuir para a manifestação dos sintomas apresentados. “Muitos pais demoram a procurar ajuda ou não aceitam o diagnóstico por pensarem que é coisa da idade, que vai passar com o tempo. Porém, o envolvimento da família nesse processo é primordial, por isso deve haver um acompanhamento após o diagnóstico da criança com TDAH”, explica Ellen Queiroz, psicóloga clínica.

Filhos com TDAH: saiba como lidar

Foto: Thinkstock/Getty Images

Aceite o problema e saiba como ajudar

Logo no início, é comum que os pais fiquem com dúvidas e demorem a acreditar que seus filhos tenham mesmo o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. Porém, é importante o conhecimento da doença e aceitação do problema para uma melhor qualidade de vida para a criança e a família. “Quando os pais amadurecem e passam a aceitar o filho com suas dificuldades e limitações, o processo flui e a criança consegue ser incluída no ambiente que frequenta. Nesse momento, os pais deverão encontrar situações prazerosas para seu filho, tendo uma percepção dos seus esforços, empenho e talento”, esclarece a psicóloga. Em outras palavras, pais e parentes bem informados facilitam o tratamento e diminuem os possíveis problemas ocasionados pelo TDAH.

Embora o diagnóstico em adultos seja menos comum, às vezes ocorre e o apoio familiar também é fundamental. Porém, Ellen aconselha que a própria pessoa que sofre com o transtorno busque ajuda, sem depender da influência de parentes, por exemplo. “O interessante é que o adulto por si só procure ajuda e tratamento, pois comportamentos de TDAH numa relação podem gerar desconfortos, crises no relacionamento ou até mesmo brigas fáceis”, alerta o profissional.

Dicas para lidar com portadores do TDAH

Quando existe consciência sobre os problemas que o TDAH pode causar na vida das crianças, fica mais fácil minimizar esses efeitos. Então, confira algumas dicas simples que podem contribuir para maior eficácia do tratamento desse transtorno:

1- Reforce os aspectos positivos da criança, parabenizando por seus acertos;

2- Dê instruções claras e objetivas, facilitando o entendimento;

3- Incentive a criança a terminar aquilo que já iniciou;

4- Seja presente no âmbito escolar do filho, assim fica mais fácil saber como está o desempenho em diversos aspectos da vida;

5- Estimule a autonomia da criança, incentivando-a a realizar certas atividades, mas sempre de acordo com sua idade;

6- Por mais corrido e atribulado que seja o dia a dia, tenha tempo para interagir e brincar com o filho;

7- Tente manter sempre o ambiente doméstico o mais organizado possível;

8- Crie uma rotina diária consistente, ou seja, com horários bem estabelecidos e pouco mutáveis;

9- Tenha conversas frequentes com a criança e pergunte como ela se sente e se acredita que alguma coisa deve mudar;

10- Quando a criança fizer algo inapropriado, diga que foi errado e explique como seria a maneira mais correta.

O bom exemplo

“Para o sucesso do tratamento, a ajuda dos pais é de extrema importância, uma vez que os aspectos sociais e emocionais deles, assim como os métodos utilizados na educação do filho, influenciam nas atitudes e comportamentos apresentados pela criança”, diz Ellen.

Ou seja, além de explicar as coisas de forma mais objetiva, os pais também precisam ensinar através de exemplos, pois a assimilação torna-se mais completa e fácil. Dessa forma, crianças como TDAH conseguem entender e aplicar melhor os ensinamentos, aumentando a qualidade de vida.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.