Dermatite e outros problemas de pele: conheça as doenças que podem surgir

Embora a dermatite seja um dos problemas de pele mais conhecido, existem uma série de outros que podem se manifestar e trazer desconfortos.

pele
Hidrate sua pele diariamente com um tipo de loção específica ao seu tipo. FOTO: Shutterstock

Dermatite, acne, herpes, hiperidrose e vários outros incômodos podem surgir nessa região do corpo, cada qual com uma característica própria. O fator em comum entre essas doenças é que todas podem ter suas causas relacionadas aos famosos problemas emocionais. “Existem doenças que podem ser desencadeadas ou pioradas por problemas emocionais, como alopecia areata, dermatite atópica, entre outras”, conta a dermatologista Joana Tebar Fiqueira. Então, com o objetivo de conseguir se aprofundar mais no assunto, conheça as principais enfermidades capazes de atingir a pele e trazer transtornos para os pacientes.

pele

Limpar a pele diariamente é um fator preventivo ao ressecamento e envelhecimento precoce. FOTO: Shutterstock

Entendendo a dermatite

Essa doença inflamatória apresenta alguns sinais bastante característicos, uma vez que gera lesões avermelhadas por toda a extensão da pele, causando principalmente coceira nos pacientes. É bem possível que ela surja devido a questões genéticas, contudo, determinados alimentos, contato com bactérias ou fungos, calor e transpiração em excesso, exposição a ácaros e estresse recorrentes também facilitam sua proliferação.

 

Outros problemas

Queda de cabelo: também chamado de alopecia ereata, esse distúrbio causa a queda de cabelos e de pelos de forma súbita, ocasionando falhas arredondadas no couro cabeludo e em outras áreas do corpo. Apesar de ser um problema com causas hereditárias, também é possível que surja em decorrência das emoções, pois um trauma muito grande (como a morte de alguém querido ou a perda de algo valioso) é capaz de iniciar a produção de anticorpos contra o folículo piloso – uma estrutura bastante complexa composta por um fio de pelo ou de cabelo.

Acne: quando as chamadas glândulas sebáceas passam a produzir grande quantidade de óleo, é comum que os poros se fechem, tornando mais fácil a ação de determinadas bactérias. Com isso, as acnes – ou espinhas – aparecem com frequência, normalmente na região do rosto. Uma das explicações para que esse problema se desenvolva está no fator emocional, uma vez que o estresse ocasiona uma descarga de cortisol, o que favorece a síntese do hormônio masculino e, consequentemente, a glândula sebácea trabalha com carga total.

Disidrose: essa enfermidade gera bolhas de água na pele, que costumam aparecer nas mãos e nos pés (comumente nas laterais dos dedos). Tanto micose ou alergia de contato quanto ansiedade e estresse podem desencadear esse quadro, cujos principais sintomas são dor e muita coceira. Embora não exista cura, essa doença pode ser tratada com medicamentos como pomadas, a fim de amenizar os incômodos.

 

Consultoria: Joana Tebar Fiqueira, dermatologista

Texto: Redação Alto Astral

 

LEIA TAMBÉM