Cuidados com a máscara caseira para não errar na proteção

Ela pode funcionar como barreira contra a propagação de doenças e é útil em ambientes públicos

cuidados com a máscara caseira
Foto: Shutterstock

No começo da pandemia de novo coronavírus, podemos observar a alta procura de álcool em gel em farmácias e supermercados. O item, que se tornou essencial, ganhou espaço para novos equipamentos de proteção individual. Os cuidados com a máscara caseira voltaram a ser discutidos e defendidos como uso essencial para uma preservação efetiva.

A peça rapidamente se popularizou, ganhando diversos formatos e estampas. Sua procura fez abrir novos mercados, de produção artesanal ou em larga escala. Mas, o que nunca muda, é a sua principal função e modo de ser utilizada. Afinal, ela tem como princípio, desde o século XIX, quando apareceu pela primeira vez, evitar o contágio de doenças.

Com a necessidade e orientação das instituições de saúde, o uso da máscara caseira tende a aumentar. E, para fazer do modo correto, separamos algumas dicas simples e essenciais para que aproveite os benefícios do acessório ao máximo.

Tire suas dúvidas sobre os cuidados com a máscara caseira

Alcance da sua proteção

Embora seja recomendado o uso da máscara caseira por toda a população, e não mais apenas aos infectados pelo Covid-19, a peça não garante a mesma proteção que as cirúrgicas. Em um grau menor, elas colaboram para minimizar o risco de contaminação e dispersão do vírus. Por isso, sempre que sair de casa, use-as pelo tempo que estiver exposta.

Não substitui práticas necessárias

Não é porque você está de máscara que precisa deixar de lado os hábitos de higiene básicos. Ainda é necessário a lavagem das mãos periodicamente, assim como a utilização do álcool em gel 70%. Não compartilhe objetos pessoais e, se for possível, permanece no isolamento social.

Ilustração de Covid-19

Ilustração: Shutterstock

Como melhorar a eficácia da máscara

Material, tamanho e o uso correto influenciam diretamente o nível de proteção do item. Ela precisa cobrir completamente o nariz, e não apenas a sua ponta, boca e parte do queixo. Não a deixe frouxa, faça com que ela fique bem colado ao rosto, fechada. Alguns dos utensílios mais usados e recomendados para a produção são panos de algodão e TNT.

Quando é essencial usar?

Muitas pessoas possuem o vírus, mas são assintomáticas. Por isso, quando sair de casa ou estiver exposta, use-a e tenha os cuidados com a máscara caseira. Se estiver com tosse, falta de ar ou espirros, a sua utilização é essencial. A mesma precaução vale para quando estiver infectado ou for cuidar de alguém com suspeita.

Cuidados importantes

Muito além da utilização do acessório, mantê-lo limpo e higienizado é primordial para a sua eficiência ao longo do tempo que estiver no rosto.

  • A máscara deve ter ao menos duas camadas de pano;
  • Deve ser de uso individual;
  • Use por no máximo três horas;
  • Lave com água e sabão neutro;
  • Deixe de molho por 30 minutos em solução com água sanitária (diluir de 2 colheres de sopa do produto em 1 litro de água) ou outro desinfetante;
  • Se possível, passe com ferro quente;
  • Separe um recipiente ou saco plástico exclusivo para guardar a máscara limpa.

Vale ressaltar que todo esse processo deve ser realizado quando a máscara for utilizada. Por isso, atente-se ao passo a passo e crie esse hábito.

Como usar e manusear

Antes de pegar a peça, lave bem as mãos (por 40 segundos). A máscara deve cobrir todo o nariz, até a parte debaixo do queixo, sem espaços nas laterais. Não toque no pano ou remova-a para falar. Tire-a pela alças laterais e higienize as mãos novamente.

Leia também: