Conheça os tipos de psicose

Psicose não é somente um tipo de doença, mas vários distúrbios

psicose
Foto: Shutterstock

Muito além do filme Psicose (1960), de Alfred Hitchcock, em que o personagem principal é um criminoso e possui problema de personalidade, os transtornos de psicose são caracterizados pela perda da noção de realidade por parte do indivíduo. Os sintomas variam, mas na maioria dos casos, são marcados por delírios.
A esquizofrenia é um dos transtornos mais graves do grupo das psicoses. No entanto, há outros distúrbios que fazem parte desse conjunto. Confira:

Esquizofrenia

Configura a principal psicose. Os esquizofrênicos possui mau funcionamento do cérebro, o que provoca alucinações. A redução de neurotransmissores nas áreas ligadas ao prazer e às emoções dificulta a expressão de sentimentos e da falta da satisfação. “A evolução dos transtornos esquizofrênicos pode ser contínua ou episódica, isto é, há possibilidade de evoluir de forma crônica após o primeiro surto ou apresentar vários episódios com relativa melhora entre esses”, explica a psiquiatra Sandra Carvalhais.

Psicose induzida por drogas

O problema pode surgir após o uso de drogas, porém, alguns usuários podem já ter apresentado comportamento psicótico, e a droga tende a piorar seu estado mental.

Psicose orgânica

Esse tipo de problema é causado por lesão cerebral ou enfermidade física que altera o funcionamento do cérebro. Encefalite e o tumor cerebral são alguns exemplos de doenças que podem gerar a psicose.

 

psicose

Foto: Shutterstock

Transtorno de personalidade esquizotípica

É bastante parecido com a esquizofrenia, porém, com sintomas mais leves. “Caracterizado por um comportamento excêntrico e por anomalias do pensamento e do afeto que se assemelham àquelas da esquizofrenia. Pode comportar afeto frio ou inapropriado, falta de interesse e prazer nas vivências e tendência ao retraimento social”, ressalta Sandra.

Psicose reativa breve

Qualquer pessoa que passe por uma situação de adaptação negativa que gere estresse está sujeita a esse problema. Os sintomas aparecem de forma súbita em resposta a um evento muito estressante em uma pessoa bastante sensível. Contudo, nesses casos, a recuperação ocorre em poucos dias.

 

Saiba mais!

Saiba tudo sobre esquizofrenia

Mapa revela 97 novas áreas do cérebro

5 mitos sobre psicopatas

 

Consultoria:  Sandra Carvalhais, psiquiatra

Texto e entrevista: Giovane Rocha – Edição: Natália Negretti