Connect with us

O que você está procurando?

Alto Astral
Ao analisar os casos de Mel Maia e Bianca Andrade, psicoterapeuta aponta que o julgamento em relação à idade da mulher é uma questão estrutural
Mel Maia teve um affair com o ex-BBB Arthur Picoli, anos mais velho que a atriz - Reprodução / Instagram @melissamelmaia e @arthurpicoli

Comportamento

Mel Maia: idade não define a relação, mas mulher é sempre julgada

Ao analisar os casos de Mel Maia e Bianca Andrade, psicoterapeuta aponta que o julgamento em relação à idade da mulher é uma questão estrutural

[PAGE TITLE]

O nome de Mel Maia anda em alta na web após a atriz revelar que já ficou com o ex-BBB Arthur Picoli. Desde então, os internautas resolveram julgar a atitude de ambos, sobretudo pela diferença de idade. Vale lembrar, porém, que ela já completou 18 anos, logo, não haveria nenhum problema legal diante disso. 

E o mesmo aconteceu com Bianca Andrade, viu? A empresária sofreu vários ataques nas redes sociais ao vazar a informação de que ela teria beijado João Guilherme, alguns anos mais novo. Mais uma vez, os dois envolvidos eram maiores de idade e, mesmo assim, sofreram com o tribunal da internet. 

Com isso, a pergunta é: se idade não define relação, por que as mulheres sempre são julgadas? Mel Maia foi condenada por beijar alguém mais velho, enquanto Boca Rosa, alguém mais novo. Aparentemente, a idade nem importa tanto assim, o que vale mesmo é julgar sempre — e a qualquer custo — a mulher. 

Preconceito estrutural

Segundo a psicoterapeuta Adriana Weitzel, esse comportamento da sociedade perante os dois casos é fruto de um machismo estrutural. Dessa forma, vivemos em um sistema em que os julgamentos cairão sempre para as mulheres, já que os homens tendem a ter mais privilégios e autoridade moral — assim, ele pode fazer tudo. 

"Foi construído ao longo dos anos, através de religiões e mitologias, esse papel em que a mulher é cuidadora, submissa e não pode fazer o mesmo que os homens. Hoje, lutamos para mudar esse pensamento. Isso fica evidente quando uma mulher quer ficar com alguém mais novo ou mais velho. Ela é julgada e até por outras mulheres, já que isso está enraizado", argumenta. 

Os homens mais novos

Por que parece tão errado uma mulher mais velha ficar com um homem mais novo? O preconceito é a resposta. Adriana destaca que essa diferença de idade vai causar muitos desafios às mulheres, que aumentam conforme a faixa etária. Para uma mulher de 50 anos, por exemplo, o namorado pode ser visto como filho, principalmente em locais públicos, causando uma situação constrangedora. Afinal, a sociedade se recusa a ver aquelas duas pessoas como um par romântico. 

"Para lidar com isso, ela vai precisar se fortalecer emocionalmente, porque essas questões externas vão reverberar internamente, podendo causar insegurança e até abalar sua autoestima. Por isso, precisa entender seu valor e compreender que está tudo bem ficar com quem quiser, independentemente da idade", orienta a psicoterapeuta.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por BIANCA ROSA (@bianca)

 

E os homens mais velhos

No caso do envolvimento com homens mais velhos, o estereótipo pode ser ainda maior, mas não para o sexo masculino. Isso porque o relacionamento deles com mulheres mais novas já é histórico e bem aceito. Por outro lado, é comum que a mulher seja vista como interesseira ao entrar nessa relação. 

"Esse possível interesse é um problema que pode ter, claro. Mas, socialmente, as pessoas lidam melhor com esse formato de relação, partindo do princípio que alguém mais velho já é mais maduro, estruturado financeiramente e traz mais segurança. Portanto, há mais aceitação", comenta a especialista. 

Nem certo, nem errado

Se Mel Maia foi julgada por se relacionar com alguém mais velho e Bianca Andrade, com alguém mais novo, existe uma mensagem importante nisso tudo: talvez o problema não esteja, de fato, na idade, mas em ser mulher. Como Adriana apontou, o ato de julgar mulheres é histórico, estrutural e comum.

Desse modo, não é possível estabelecer certo ou errado, mas apenas a certeza de um julgamento que vai acontecer mais cedo ou mais tarde. Por isso, é importante tentar viver ao máximo sem a preocupação de agradar as pessoas ou dar ouvido às críticas maldosas. Se faz bem à mulher, é o que importa! 

Fonte: Adriana Weitzel, psicoterapeuta especialista em independência emocional e financeira. 

Advertisement
Advertisement

Mais notícias interessantes como essa

Beleza

Após viralizar no TikTok pela vantagem no skincare, conversamos com alguns especialistas para conhecer os benefícios do cleansing oil

Saúde

Queda de produtividade, cólicas e dores relacionados ao período menstrual podem ser sintomas de outros problemas de saúde; assunto ainda é considerado tabu

Casa & Decor

Peças de decór afetivo, que valorizam sentimentos e trazem boas memórias, podem tornar o ambiente ainda mais especial

Casa & Decor

Por conta do intenso contato, sua capinha de celular pode acabar juntando muita sujeira depois de um tempo, sabia? Descubra como limpar

Finanças

Piada surgiu por conta do aumento no preço de um pacote de frango; inflação de alimentos se tornou principal vilão dos brasileiros

Pets

Algumas empresas têm aderido ao modelo pet friendly e permitido que seus funcionários levem o pet para ficar no ambiente de trabalho

Finanças

A mesada é um estímulo que pode incentivar a educação financeira das crianças; veja motivos para adotar a prática nas férias escolares

Beleza

Dermatologista explica que, dependendo do grau das marcas de acne, é possível tratar apenas com skincare adequado e reverter as cicatrizes