Connect with us

O que você está procurando?

Alto Astral
Com cada vez mais casos de assédio e importunação sexual contra mulheres vindo à tona, é importante saber diferenciar e denunciar esses episódios
Muitas vezes, a vergonha impede que mulheres denunciem ambos os crimes - Shutterstock

Comportamento

Entenda a diferença entre assédio sexual e importunação sexual

Com cada vez mais casos de assédio e importunação sexual contra mulheres vindo à tona, é importante saber diferenciar e denunciar esses episódios

[PAGE TITLE]

São tempos difíceis para as mulheres! Nos últimos meses, muitos casos de assédio e abuso sexual vieram à tona, vitimando mulheres de diferentes faixas etárias, condições sociais e localidades. Essas variações reforçam o que há muito já sabemos: não é a roupa, nem o lugar, nem nada, é apenas o fato de ser mulher. 

Por essa razão, mais do que nunca é importante estar ciente do que é ou não considerado crime e qual a forma correta de praticar essas denúncias — ainda que a vergonha do ocorrido impeça muitas vítimas de buscarem os meios legais.  Para começar, vale entender o que significam dois termos bastante discutidos ultimamente: assédio sexual e importunação sexual. Situações que, assim como o estupro, são consideradas violência sexual contra a mulher. 

assédio sexual
O assédio sexual acontece no ambiente de trabalho, quando o autor se aproveita da posição "superior" (Crédito: Shutterstock)

 

O assédio sexual

De acordo com o advogado Leonardo Pantaleão, especialista em Direito Penal, existe um ponto-chave na classificação desse crime: ele só pode ser cometido por um superior hierárquico à vítima, ou seja, alguém que está em uma posição superior a ela em relação ao cargo ou função de um emprego. Assim, o criminoso usa essa superioridade para conseguir vantagem sexual, mas sem violência nem grave ameaça.

A importunação sexual

Aqui, não há um autor específico do crime, ou seja, a importunação pode ser causada por qualquer pessoa e em qualquer ambiente, não ficando restrita ao trabalho. “Trata-se de ato libidinoso, atentatório ao pudor e lascivo em desfavor de alguém. Neste crime, os sujeitos ativo e passivo podem ser quaisquer indivíduos”, explica o advogado. 

Penas diferentes

Já que assédio sexual e importunação sexual são crimes diferentes, suas penas também são distintas. Segundo Pantaleão, o primeiro apresenta uma pena muito menor, requerendo detenção entre 1 e 2 anos. Já o segundo pede reclusão de, no mínimo, 1 ano e, no máximo 5 anos. 

Denuncie

Apesar da vergonha que muitas mulheres sentem ao serem vítimas de violência sexual, é essencial denunciar o crime às autoridades. Para isso, é possível buscar apoio na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) mais próxima. 

Fonte: Leonardo Pantaleão, advogado especialista em Direito Penal e professor. 

Advertisement
Advertisement

Mais notícias interessantes como essa

Entretenimento

Sem vontade de sair por conta desse friozinho? Confira essas atividades divertidas para fazer em casa mesmo

Casa & Decor

Separamos dicas de arquitetas para tornar a decoração da sua casa atemporal – ou seja, sem prazo de validade; confira

Beleza

Descobrimos para que serve, como fazer, qual é o período de manutenção e até quanto custa o lash lifting

Finanças

Apesar de a redução do ICMS fortalecer a diminuição do preço do combustível, existem formas de melhorar os gastos; confira

Moda

Vai comprar uma bolsa nova e não sabe qual escolher? Inspire-se nestes modelos e estilos de apaixonar e escolha a sua favorita

Beleza

Pensando em tingir o cabelo de ruivo? Antes da mudança, confira alguns fatos importantes sobre essa tonalidade

Casa & Decor

Se você ama ler, com certeza tem medo de que seus livros sujem, né? Veja dicas para conservar esses itens tão amados

Pets

Bateu aquela dúvida sobre quais alimentos o cachorro pode ou não comer? Conversamos com uma veterinária para montar essa lista — e ovo está incluso!